Arquivos do Blog

Um script parecido com o último

Fala pessoal! A Fórmula 1 segue sua contagem regressiva para 2014 com mais um Tilketródromo. A corrida (que deve ser a última de Yeongam) está do jeitinho em que as coisas se desenrolaram em Cingapura, mas não com o mesmo domínio rubrotaurino., Mesmo assim, o final deve ser o mesmo.

Deixa a dedada para amanhã!

A pole de número 42 de Sebastian Vettel foi novamente conquistada na primeira volta do Q3, mas a distância para os seus adversários não é a mesma da corrida citadina. Apesar disto, o RB9 com o alemão ainda é o conjunto a ser batido, para quebrar a tradição de que o pole não vence na Coreia (isso não ocorreu nos anos anteriores).

A principal ameaça, à princípio, é a Mercedes, com Lewis Hamilton ao lado e Nico Rosberg, duas posições atrás. Entretanto, como o carro prateado ainda precisa rever o seu consumo de pneus, as chances de ambos é remota.

Outro nome a ameaçar é Romain Grosjean, partindo de terceiro, mas que precisa converter a classificação em pontos para a Lotus. E como os pilotos da equipe podem estar sem receber o salário dos últimos meses, devido à penúria da equipe, um bom desempenho pode melhorar o ambiente.

Já a Ferrari parte da terceira fila, com Fernando Alonso puxando a fila. O espanhol espera mais uma grande largada para tentar surpreender a turma da frente. É a única opção que lhe resta. Felipe Massa, imediatamente atrás, espera um bom desempenho para ajudar a convencer alguém a chamar por seus serviços no ano que vem.

A quarta fila é formada pela boa surpresa do treino: a Sauber parece que finalmente encontrou um caminho para o C32. A dupla de pilotos fez uma excelente classificação e levou os carros grafites para o Q3. Ambos estão mostrando serviço para permanecer no circo. Nico Hulkenberg, para arranjar algo melhor, e Esteban Gutierrez, que resolveu estrear após a temporada europeia e precisa de resultados para mostrar que não carrega só pesos mexicanos  para estar no grid em 2014.

Fechou a zona do Q3 Kimi Raikkonen, que não se encontrou neste fim de semana e terá uma difícil jornada para o fim de semana, aproveitando seus últimos momentos antes de ir para a Estaberria de Maranello.

Pelas contas faltou um piloto, certo? Este é Mark Webber, que fez o terceiro tempo, mas como tem a punição pela carona da corrida anterior, parte dez posições atrás. Vai ser outra jornada complicada ao australiano.

Quem também tem jornadas complicadas são os pilotos da McLaren e da Williams. A equipe de Woking não foi além do Q2 e terá o melhor piloto largando apenas em décimo. Já a equipe do tio Frank dá pena, pois os dois pilotos ficaram na primeira parte, junto com as nanicas, representando mais um fim de semana desastroso para a escuderia.

Fim de papo. Amanhã a tendência é outro passeio do jovem alemão, a não ser que o tufão prometido pela meteorologia permita uma nova possibilidade. Mesmo assim, veremos se uma nuvem mais carregada pode mudar o seu destino. Abraço!

1º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) 1min37s202 13
2º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 1min37s420 16
3º. Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) 1min37s531 14
4º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 1min37s679 16
5º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 1min38s038 17
6º. Felipe Massa (BRA/Ferrari) 1min38s223 16
7º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber-Ferrari) 1min38s237 17
8º. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) 1min38s405 15
9º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) 1min38s822 17
10º. Sergio Pérez (MEX/McLaren-Mercedes) 1min38s362 14
11º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) 1min38s365 14
12º. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) 1min38s417 14
13º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) (*) 1min37s464 13
14º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) 1min38s431 15
15º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) 1min38s718 15
16º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) 1min38s781 13
17º. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault) 1min39s470 8
18º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) 1min39s987 8
19º. Charles Pic (FRA/Caterham-Renault) 1min40s864 6
20º. Giedo van der Garde (HOL/Caterham-Renault) 1min40s871 6
21º. Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth) 1min41s169 6
22º. Max Chilton (ING/Marussia-Cosworth) 1min41s322 6

(*) Punido por entrar na pista sem autorização após o término do GP de Cingapura (terceira reprimenda no ano)

Anúncios

Só com as sobras

Fala pessoal! Sebastian Vettel segue seu reinado absoluto. hoje foi uma covardia. Ele se deu ao luxo de nem fazer uma última tentativa de melhorar seu tempo, pois nem precisava. Apesar dos susto com Nico Rosberg, o alemão garantiu sua 41ª pole position e nada parece capaz de detê-lo nas ruas de Cingapura.

Vai ser difícil ver o carro de Vettel amanhã. Ainda mais quem estiver atrás dele

O filho do Keke, que tem um histórico positivo nas ruas de Marina Bay, andou na frente de Lewis Hamilton em praticamente todos os treinos e faz por merecer a posição de destaque. Largando na primeira fila, com seu rival em quinto, tudo indica que ele será a esperança prateada se a sorte parar de sorrir para o rapaz da dedada.

Em terceiro, Romain Grosjean conseguindo um resultado excepcional para as suas pretensões de se manter na Fórmula 1. O francês precisa mostrar qualidade para o pessoal da Lotus (ou quem quer que seja que assuma a equipe no futuro) para ficar na escuderia, já que sua vaga ainda não está 100% garantida.

Mark Webber, em contagem regressiva para sair da categoria, rumo ao WEC, fez o quarto tempo, mais uma vez ficando bem atrasado em relação companheiro de equipe. Aliás, o australiano é o único do grid que não conseguiu largar na frente do colega de escuderia. Corre risco de se despedir com uma marca não muito agradável.

Outro piloto em tom de despedida é Felipe Massa. O brasileiro sofreu como nunca com um carro muito nervoso e parecia que não ia fazer uma grande classificação, mas até fez uma boa volta no Q3 e fica na frente de Fernando Alonso no grid mais uma vez. Nada mal para quem está a procura de emprego por aí.

Nada mal diante dos percalços

Essa é a quinta corrida no ano em que Massa larga na frente do espanhol. Neste fundamento, tem sido o ano em que estão mais próximos. É certo dizer que em corrida e em potencial, o abismo dos dois é imenso, mas o Felipe até que faz um trabalho razoável.

Fecharam o top ten Jenson Button e Daniel Ricciardo, figurinhas normais nessa fase. O outro nome entre os dez primeiros, com certeza não: Esteban Gutierrez, o outrora insípido mexicano, conseguiu pela primeira vez na carreira chegar entre os dez primeiros, e de quebra superou o companheiro Nico Hulkenberg. o alemão ainda teve problemas com o DRS, mas larga imediatamente atrás. Mesmo assim, é um sinal de evolução na Sauber, tardia, mas sinal de dias melhores para a equipe suíça.

Já quem está numa maré de azar é Kimi Raikkonen. O finlandês não se acertou desde a volta das férias. Hoje só ficou num decepcionante 13º, muito pouco para quem pretendia o título. De quebra o velho-novo piloto da Ferrari está com problemas nas costas e pode não correr no domingo, já que a pista asiática é um teste de resistência física para os pilotos.

Bom, estamos conversados. Amanhã tudo indica que será mais um passeio rubrotaurino. Falam que pode chover amanhã para dar uma embaralhada, do mesmo modo que falaram nas duas últimas corridas, portanto parece que só um milagre permitiria um outro piloto a vencer a corrida que não Sebastian Vettel. Abraço!

Pos. Piloto (Nac./Equipe) Tempo
1º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) 1min42s841
2º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 1min42s932
3º. Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) 1min43s058
4º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) 1min43s152
5º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 1min43s254
6º. Felipe Massa (BRA/Ferrari) 1min43s890
7º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 1min43s938
8º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) 1min44s282
9º. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) 1min44s439
10º. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) sem tempo
11º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber-Ferrari) 1min44s555
12º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) 1min44s588
13º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) 1min44s658
14º. Sergio Pérez (MEX/McLaren-Mercedes) 1min44s752
15º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) 1min45s185
16º. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault) 1min45s388
17º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) 1min46s121
18º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) 1min46s619
19º. Charles Pic (FRA/Caterham-Renault) 1min48s111
20º. Giedo van der Garde (HOL/Caterham-Renault) 1min48s320
21º. Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth) 1min48s830
22º. Max Chilton (ING/Marussia-Cosworth) 1min48s930

E viva Spa-Francorchamps

Salve galera! Depois de um bom tempo sem o escriba dar as caras, resolvi dar um descanso aproveitando a silly season, mas volto a falar sobre o que acontece no mundo da Fórmula 1. E quem ficou para acompanhar o treino de classificação, não se arrependeu.

Luisinho conseguiu de novo!

O tempo na região das Ardenas sempre foi lotérico e no treino oficial não foi diferente, com a chuva indo e voltando. Com isso a situação do grid foi mudando completamente e permitiu algumas surpresas e reviravoltas.

A pole position mudou de mão várias vezes. A situação de chove-seca mudou os rumos da classificação, favorecendo a Mercedes, no fim das contas. mesmo sem ter um grande carro no fim de semana, Lewis Hamilton encontrou uma grande volta e larga na posição de honra pela 30ª vez. Mais um feito e tanto.

A pole parecia certa para a turma dos energéticos, que conseguiu abrir a última volta antes do cronômetro estourar, mas não contaram com o dono do Roscoe, mas o P2 de Vettel e o P3 de Webber ainda podem ser considerados como ótimo, até porque seus rivais estão bem atrás na briga.

Na sequência vem Nico Rosberg, que fez duas grandes voltas em condições de pista mais molhada, mas não teve a chance de fazer a volta no mesmo timing em relação aos tr~es primeiros.

Em quinto, um dos nomes da classificação: Paul di Resta quase repetiu o feito de Giancarlo Fisichella em 2009 e liderou quase todo o Q3, para conseguir uma pole para a Force India. Uma pena que a pista secou e ele caiu para quinto. mas quem sabe o tempo pode dar ao escocês a chance de um resultado histórico.

Jenson Button também fez uma excelente classificação, mesmo com um carro inferior conseguiu um sexto lugar considerado satisfatório para a McLaren, diante do modesto 13º de Sergio Perez, o britânico fez um bom trabalho.

A Lotus está andando bem, mas não deu sorte com a chuva. Tem os dois carros na quarta fila. Para Kimi Raikkonen poder brigar por mais uma vitória na pista belga, vai precisar de remar da oitava posição. mas para a sua sorte, Romain Grosjean pode fazer o mesmo serviço do ano passado e facilitar o caminho do Ice Man (brinks).

Pior que a Lotus no Q3, só a Ferrari. Felipe Massa foi quem tentou o timing mais próximo da Force India e esteve em segundo a maior parte do treino, mas a melhora do tempo o derrubou para décimo, imediatamente atrás de Fernando Alonso, que rodou no final e não foi além do nono tempo. Definitivamente a casa rossa vai abaixo nesta noite.

Van der Garde; Um dos heróis do dia

Da turma de trás, a grande atração foi, sem dúvida, o desempenho das nanicas. Giedo van der Garde, Jules Bianchi e Max Chilton colocaram pneus slick no momento certo do Q1 e acharam voltas fantásticas, eliminando a sempre inerte Sauber de Esteban Gutierrez, as desesperadas Williams e as surpreendentes Toro Rosso, se colocando no Q2. Uma pena que o tempo mais firme da segunda sessão evitou a hecatombe de um deles chegar ao Q3, mas o fato de largarem de 14º, 15º e 16º já foi uma vitória para a Caterham e a Marussia.

Bom é isso, Amanhã tudo indica que a chuva deve ir e voltar constantemente e embaralhar as cartas da corrida. Além disso o fantástico circuito da Bélgica deve trazer mais uma bela corrida. um belo retorno de férias, não acham? Abraço!

Pos. Piloto (Nac./Equipe) Tempo
1º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 2min01s012
2º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) 2min01s200
3º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) 2min01s325
4º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 2min02s251
5º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) 2min02s332
6º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) 2min03s075
7º. Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) 2min03s081
8º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) 2min03s390
9º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 2min03s482
10º. Felipe Massa (BRA/Ferrari) 2min04s059
     
11º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber-Ferrari) 1min49s088
12º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) 1min49s103
13º. Sergio Pérez (MEX/McLaren-Mercedes) 1min49s304
14º. Giedo van der Garde (HOL/Caterham-Renault) 1min52s036
15º. Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth) 1min52s563
16º. Max Chilton (ING/Marussia-Cosworth) 1min52s762
     
17º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) 2min03s072
18º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) 2min03s300
19º. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) 2min03s317
20º. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault) 2min03s432
21º. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) 2min04s324
22º. Charles Pic (FRA/Caterham-Renault) 2min07s384

E tinha coelho nesta cartola

Salve galera! Depois de uma parada básica de três semanas, a Fórmula 1 volta a Hungaroring para mais uma corrida depois de um novo teste de pneus na semana passada de uma série de boatos. Fomos ao cinema, vimos algumas patacoadas, mas agora temos a rotina de volta. Quer dizer, nem tanto.

Hoje o Hamilton merece os cumprimentos!

A pole parecia ser mais uma barbada para Sebastian Vettel, que vinha destruindo o cronômetro a cada volta e não parecia ter oponentes neste ano. No entanto, acabou com uma surpresa desagradável.

Pois Lewis Hamilton conseguiu tirar o coelho da cartola e fez a pole que parecia improvável. A Mercedes não parecia ter o carro mais rápido. Sabemos da deficiência com os pneus e que a pista magiar, por ter poucas retas, é desfavorável ao carro prateado, mas na classificação, que tem o seu valor para a o futuro da corrida, fica um fio de esperança diante da romaria que se espera.

Na terceira posição, o grande nome do fim de semana, até então: Romain Grosjean vem fazendo a lição de casa direitinho e sempre andou nas cabeças, principalmente à frente de Kimi Raikkonen. O francês se entendeu muito bem com o circuito húngaro e pode aprontar amanhã (no bom sentido desta vez).

Nico Rosberg será o quarto colocado, mas sem tantas ambições quanto a Hamilton. Mesmo não estando tão longe, sabemos que dificilmente o carro comedor de borracha vai aguentar muito tempo. Hamilton, que larga na pole ainda pode sobreviver, mas o Rosbife dificilmente terá essa sorte.

Os dois adversários do atual tricampeão mundial no certame deste ano estão na terceira fila. Fernando Alonso e Kimi Raikkonen novamente terão que buscar o alemão. A esperança asturiana está em largar do lado limpo, ja Kimi pode apostar na boa condição da Lotus, vide o desempenho de Grosjean. Mas convenhamos que a situação não está das melhores com ambos.

Um dos assentos mais cobiçados do grid

Outro que precisa de um grande resultado é Felipe Massa. Conseguiu o sétimo tempo e sonha com o bom resultado daqui para frente para manter o emprego, já que a sua vaga segue muito cobiçada por muita gente.

Em situação oposta, Daniel Ricciardo vai dando mais uma prova que é o nome para assumir o segundo carro da Red Bull. Mais uma vez, o australiano colocou sua Toro Rosso no Q3, largando em oitavo.

O nono colocado foi Sergio Perez, cumprindo com o dever na McLaren e salvando a equipe de Woking do vexame de ficar fora da parte final. Como Jenson Button não teve a sorte, coube ao mexicano dar alguma alegria ao time britânico.

Fechando o top 10, Mark Webber teve uma sessão tumultuada. Com problemas de câmbio e de Kers, o australiano não conseguiu treinar no Q3 e ficou muito irritado com aquilo. Com suas chances na corrida destruídas, resta ao futuro ex-piloto da turma dos energéticos somar pontos.

Da turma intermediária, a decepção foi a Force india, com Paul di Resta caindo no Q1 e Adrian Sutil tentando, mas não passando no Q2. A Williams conseguiu evitar a primeira degola, mas não conseguiu melhorar sua situação.

Bom, amanhã a tendência é da corrida ser uma romaria com poucas chances de ultrapassagem. O desgaste de pneus será a chave da vitória, além da largada. A tendência é mais uma vitória de Vettel, mas uma surpresa pode acontecer. Será? Abraço!

Pos. Piloto (Nac./Equipe) Tempo Voltas
1º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 1min19s388 15
2º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) 1min19s426 12
3º. Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) 1min19s595 15
4º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 1min19s720 16
5º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 1min19s791 15
6º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) 1min19s851 17
7º. Felipe Massa (BRA/Ferrari) 1min19s929 15
8º. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) 1min20s641 14
9º. Sergio Pérez (MEX/McLaren-Mercedes) 1min22s398 16
10º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) sem tempo 13
11º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) 1min20s569 17
12º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber-Ferrari) 1min20s580 13
13º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) 1min20s777 10
14º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) 1min21s029 12
15º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) 1min21s133 15
16º. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault) 1min21s219 13
17º. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) 1min21s724 11
18º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) 1min22s043 11
19º. Charles Pic (FRA/Caterham-Renault) 1min23s007 8
20º. Giedo van der Garde (HOL/Caterham-Renault) 1min23s333 7
21º. Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth) 1min23s787 8
22º. Max Chilton (ING/Marussia-Cosworth) 1min23s997 8

Sem violência, sem boicote e sem festa caseira

Fala pessoal! A Fórmula 1 chega à Alemanha com pneus novinhos com a cinta de kevlar e pronta para evitar a carnificina da corrida de semana passada. A GPDA anunciou que se a patifaria acontecer, todo mundo para como em Indianápolis 2005, mas parece que dessa vez, tudo rolará em ordem. E por enquanto com algumas mudanças no grid.

Se der a lógica, a vitória está entre esses três

Pelo menos não foi isso na frente. Lewis Hamilton voou no Q3 mais uma vez e deu para a escuderia da Estugarda mais uma pole position. O inglês igualou a marca de 29 posições de honra, a mesma de Juan Manuel Fangio. A alegria prateada não foi completa por causa da bobagem no Q2 que custou a vaga para Nico Rosberg. Cabe ao Rosbife tentar remar até os pontos, mas as chances de uma vitória caseira foram para o ralo.

Quem pode quebrar o tabu é Sebastian Vettel. O tricampeão mundial ainda não sabe o que é vencer diante de seus conterrâneos e quer acabar com a sina. Viu a pole escapar, mas é o favorito natural dessa corrida. Mas ainda terá a concorrência de Mark Webber, disposto a mostrar serviço para os novos patrões da Porsche e quer voltar a vencer em Nurburgring.

Na sequência, estão as duas Lotus, com Kimi Raikkonen à frente de Romain Grosjean. Para a corrida, a dupla está bem colocada pela estratégia qe planejam, já que não têm o mesmo ritmo dos ponteiros. É uma equipe a se olhar bem. Quem merece  destaque também é Daniel Ricciardo, partindo de sexto, mostrando o serviço para sonhar com a promoção na turma dos energéticos.

Felipe foi uma das estrelas do treino

Só na quarta fila é que aparece a Estaberria de Maranello. E para surpresa de muitos, Felipe Massa colocou-se à frente de Fernando Alonso. Em todos os treinos o brasileiro esteve rápido (muito por precisar do pneu macio para alcançar a fase seguinte da classificação), mas a posição ainda lhe é interessante para a briga por uma boa posição.

Fecharam o top ten dois pilotos que não fizeram tempo no Q3, mas que têm motivos para ficarem satisfeitos. Jenson Button salvou a McLaren de mais um fiasco (Sergio Perez quase rodou no Q1 e parte só de 14º) e larga em nono, com boas chances de pontuar. Ao seu lado, Nico Hulkenberg superou os salários atrasados e a sua ex-equipe, colocando a Sauber num suado décimo lugar. Que falta faz um carro bom para ele.

Incêndio incontrolável na equipe de Grove. E não falo do problema do kers

Falando em carro ruim, vamos ver a situação da Williams. A equipe de Grove, que hoje resolveu comemorar a sua corrida 600, ficou com os seus dois carros fora na primeira parte do treino. De quebra, houve um princípio de incêndio no kers do carro de Pastor Maldonado antes da classificação. Definitivamente a tradicional escuderia do tio Frank se apequenou demais e só anda na frente das nanicas. triste demais.

Bom, é isso. Amanhã a corrida deve ser um jogo de xadrez, onde a melhor estratégia deve levar a melhor. Quem a montou melhor vencerá, quer dizer, isso se os pneus não derem o ar da graça ou se aparecer algum esperto para inventar de burlar as especificações da Pirelli. Abraço!

Pos. Piloto (Nac./Equipe) Tempo Voltas
1º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 1min29s398 14
2º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) 1min29s501 14
3º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) 1min29s608 14
4º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) 1min29s892 15
5º. Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) 1min29s959 16
6º. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) 1min30s528 16
7º. Felipe Massa (BRA/Ferrari) 1min31s126 17
8º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 1min31s209 15
9º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) sem tempo 16
10º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber-Ferrari) sem tempo 13
11º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 1min30s326 10
12º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) 1min30s697 18
13º. Sergio Pérez (MEX/McLaren-Mercedes) 1min30s933 16
14º. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) 1min31s010 17
15º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) 1min31s010 15
16º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) 1min31s104 12
17º. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault) 1min31s693 8
18º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) 1min31s707 6
19º. Charles Pic (FRA/Caterham-Renault) 1min32s937 8
20º. Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth) 1min33s063 9
21º. Giedo van der Garde (HOL/Caterham-Renault) 1min33s734 8
22º. Max Chilton (ING/Marussia-Cosworth) 1min34s098 9
%d blogueiros gostam disto: