Uma corrida abençoada para alguns e amaldiçoados para outros


Salve galera! A etapa húngara da Fórmula 1, que historicamente é insossa, desta vez teve uma corrida interessante, com muitas alternativas. Temos muitas polêmicas para colocar em ordem e por isso você nem vai precisar assistir o VT depois do Revenge.

Antes um adendo: A corrida foi transmitida hoje no Sportv por causa da Jornada Mundial da Juventude, que tem a visita do papa Francisco. Apesar de entender as críticas, a minha opinião foi a de que a Vênus Platinada acertou. Sei que muita gente vai discordar aqui, mas, na minha opinião a missa dá muito mais audiência que a corrida. E além disso, a presença do pontífice em terras tupiniquins é um fato jornalístico mais importante que a corrida magiar. Aceito as opiniões discordantes, mas esta é a minha opinião pessoal e nada mudará ela.

Hamilton: o rei de Hungaroring

Voltando a falar de velocidade. O vencedor foi o melhor piloto do fim de semana. Lewis Hamilton teve sorte e competência para vencer com sobras. Sorte com a dificuldade que os seus adversários de ultrapassar. E competência pois quando precisou fazer as ultrapassagens, ele foi cirúrgico.

Um Hamilton como dos bons tempos. Foi a primeira vitória dele pela Mercedes e a quarta em Hungaroring, igualando Michael Schumacher como o maior vencedor da pista. De quebra, os prateados assumiram o segundo lugar nos construtores, mesmo sem precisar dos testes de jovens. Os carros do sr. Ross Brawn podem ter as suas tretas, mas até que é interessante ter mais gente no páreo.

O segundo lugar teve um pega interessante no final. Sebastian Vettel conseguiu segurar as investidas de Romain Grosjean, mas ficou encaixotado em Jenson Button após o primeiro pit stop. O tempo perdido custou não só a briga pela corrida como o segundo lugar para Kimi Raikkonen. O alemão tentou uma ultrapassagem, mas acabou bloqueado (tal qual fez com o francês na largada).

Kimi fez uma corrida discretíssima. Apareceu muito pouco na transmissão antes da disputa com Vettel, mas foi constante e chegou no pódio e deixou para trás Fernando Alonso na classificação, ainda tirando um pouquinho da desvantagem para o rubrotaurino. Ainda parou seu carro após a chegada, ainda sem saber o motivo, mas espero que não seja revertida em penalização.

Vettel segue tranquilo na liderança, mas sabe que a Mercedes e a Lotus são ameaças para as vitórias. Mas ainda não há nada que ameace as chances dele ser campeão mais uma vez. Mesmo assim, a turma dos energéticos precisa melhorar sua situação.

Mark Webber que o diga. Depois da frustração no treino, partiu para uma estratégia diferente e chegou num bom quarto lugar. Para “ajudar” a situação do australiano, ele ainda teve problemas no final, aparentemente pelo que falava no rádio a sua equipe. Fez aquilo que dava e cumpriu a missão.

Em quinto lugar, um desidratado e desenganado Fernado Alonso. Desidratado porque seu sistema de bebida líquida não funcionou no meio do calor e o espanhol passou por sede, além do desgaste habitual. Desenganado porque a Ferrari definitivamente andou para trás e está longe de brigar por vitória neste momento. Com isso, o asturiano é praticamente carta fora do baralho na briga pelo caneco.

Em sexto lugar, um dos destaques da corrida. Romain Grosjean fez a corrida digna de seu estilo de pilotagem, mas pagou o pato injustamente. Uma punição pela disputa com Jenson Button, onde os dois se tocaram depois da fechada do francês, que ainda cortou a chincane é plausível (tomou 20 segundos no tempo final, mas não perdeu posição), mas puni-lo por ter saído da pista após passar o Felipe Massa foi um absurdo. Primeiro que o massa não deu espaço. E a manobra foi limpa, num espaço que todos os pilotos usam. Nota zero para os comissários da FIA.

Outro destaque da corrida foi Jenson Button. Também partindo em outra estratégia, o inglês conseguiu se segurar nas primeiras posições, o que ajudou Hamilton na vitória. Vettel, Grosjean, Alonso e Raikkonen ficaram travados pela McLaren e até o toque com Grosjean foi uma consequência disso. O inglês ainda se segurou e somou bons pontinhos.

Massa seguiu com o bico detonado e foi burocrático mais uma vez

Logo atrás veio Felipe Massa, em uma corrida bem modesta. Na largada teve um toque com Nico Rosberg e danificou a asa dianteira. Mesmo assim seguiu sem trocá-la e foi se tornando presa fácil nas brigas por posição. Deu sorte de ver o piloto da Mercedes abandonar com o motor estourado, quando estava no seu encalço. Ainda assim foram quatro pontos na conta e muitas incertezas sobre o futuro do brasileiro.

Além de Massa, os últimos entre os pontuáveis foram latinos. Sergio Perez, em atuação discreta, foi o nono. Já o décimo, este merece menção. Foi Pastor Maldonado, conseguindo o primeiro pontinho da Williams em 2013. A quebra do Rosbife no finalzinho trouxe esse alento para a equipe de Grove, dando esperanças de dias melhores. Mesmo a quebra de Valteri Bottas acaba ofuscado pelo resultado do venezuelano. Para a draga da equipe, cada décimo lugar é válido.

A decepção da corrida fica por conta da Force India, que nunca andou bem e acabou com os dois carros fora da corrida. Um fim de semana para esquecer.

Bom, é isso. A Fórmula 1 sai de férias por um longo mês. O lado bom é que o retorno será em Spa-Francorchamps. Enquanto isso vamos ficar de olho na dança das cadeiras e das movimentações nos bastidores. A categoria vai terminando a temporada europeia e o campeonato ainda continua em aberto, apesar de ter a cara do tetra rubrotaurino estampada. Talvez um milagre papal possa mudar isso. Ou não? Abraço!

Pos. Piloto (Nac./Equipe) Tempo
1º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 70 voltas em 1h42min29s445
2º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) a 10s9
3º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) a 12s4
4º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) a 18s0
5º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) a 31s4
6º. Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) a 32s2
7º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) a 53s8
8º. Felipe Massa (BRA/Ferrari) a 56s4
9º. Sergio Pérez (MEX/McLaren-Mercedes) a 1 volta
10º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) a 1 volta
11º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber-Ferrari) a 1 volta
12º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) a 1 volta
13º. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) a 1 volta
14º. Giedo van der Garde (HOL/Caterham-Renault) a 2 voltas
15º. Charles Pic (FRA/Caterham-Renault) a 2 voltas
16º. Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth) a 3 voltas
17º. Max Chilton (ING/Marussia-Cosworth) a 3 voltas
Abandonaram:
Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) na 67ª volta
Nico Rosberg (ALE/Mercedes) na 65ª volta
Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault) na 43ª volta
Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) na 29ª volta
Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) na 20ª volta
Melhor Volta Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) 1:24.069 (volta 61)

Publicado em julho 28, 2013, em Automobilismo, F1 e marcado como , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Campeonato de pilotos

    1 – Sebastian Vettel 172
    2 – Kimi Raikkonen 134 (+1)
    3 – Fernando Alonso 133 (-1)
    4 – Lewis Hamilton 124
    5 – Mark Webber 105
    6 – Nico Rosberg 84
    7 – Felipe Massa 61
    8 – Romain Grosjean 49
    9 – Jenson Button 39 (+1)
    10 – Paul di Resta 36 (-1)
    11 – Adrian Sutil 23
    12 – Sergio Perez 18
    13 – Jean-Eric Vergne 13
    14 – Daniel Ricciardo 11
    15 – Nico Hulkenberg 7
    16 – Pastor Maldonado 1

    Campeonato de construtores

    1 – Red Bull-Renault 277
    2 – Mercedes 208
    3 – Ferrari 194
    4 – Lotus-Renault 183
    5 – Force India-Mercedes 59
    6 – McLaren-Mercedes 57
    7 – Toro Rosso Ferrari 24
    8 – Sauber-Ferrari 7
    9 – Williams-Cosworth 1

    +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    Disputa em corridas:

    Vettel 9 X 1 Webber
    Alonso 9 X 1 Massa
    Button 7 X 3 Perez
    Raikkonen 9 X 1 Grosjean
    Rosberg 3 X 7 Hamilton
    Hulkenberg 7 X 3 Gutierrez
    Di Resta 6 X 4 Sutil
    Maldonado 6 X 4 Bottas
    Vergne 5 X 5 Ricciardo
    Pic 9 X 1 Van der Garde
    Bianchi 8 X 2 Chilton

  2. Boa corrida de Hamilton, que contou com o “3º carro da Mercedes” pra conseguir uma margem de erro considerável nesta prova. Espero que a vitória dê uma injeção para que o campeonato se embole um pouquinho – não consigo imaginar o Galvão gritando ‘é tetra, é tetra, é tetra’ pro Vettel antes do GP do Brasil.
    Um adendo. Quem certifica os fiscais da FIA???

  3. A Ferrari foi multada em 15 mil euros porque o Alonso usou o DRS quando não podia. Já o asturiano escapou de qualquer punição. Deu sorte.

    P.S. Vi no Twitter e estou com preguiça de procurar um link. Vocês acham por aí! ;P

  4. Olá turma do F1 Social Club,

    Meu nome é Humberto Alves, sou gerente de afiliados do http://www.apostasonline.com e gostaria de lhes fazer uma proposta.

    Como não consegui encontrar nenhuma área para contato, poderiam me enviar um email para afiliados [arroba] apostasonline.com para darmos continuidade a negociação?

    Grande abraço

  5. Ainda acho que o Kimi vai encostar o taco no Vettel. No estilo mineirinho, ele vai chegando devagar mas vai. No fim, ele vai tomar umas vodkas e deslanchar.

    Quem viver, vera’

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: