I will survive (on the race)


Salve galera! O GP de Mônaco teve uma primeira parte chata demais, mas a partir da metade, a coisa melhorou e o final foi até que empolgante. Quem foi o responsável por isso? Acredito que foram os pilotos, que na primeira parte se portaram como mariquinhas e que não se atacaram até a janela de pit-stops, mas a partir disso e do primeiro safety-car a coisa mudou, o que significa que Monte Carlo não é só procissão. Basta querer atacar.

“Hoje eu arrasei!”

Quem não deu nenhuma margem para ataque foi Nico Rosberg. O alemão segurou a ponta em todos os momentos e venceu com maestria. Iguala o feito do pai, há trinta anos (é o primeiro filho de piloto a fazer isso), e finalmente consegue convencer que pode ser mais do que um mero “1B” na Mercedes. Afinal nas últimas corridas tem botado a banca em cima de Lewis Hamilton e mostra que com um carro vencedor, vai dar trabalho aos rivais.

Quem não tinha um carro vencedor hoje, mas sai do principado feliz é a turma dos energéticos. Sebastian Vettel e Mark Webber fecharam o pódio e somaram pontos importantíssimos para a equipe e os pilotos no campeonato. Vettel se aproveitou do infortúnio dos rivais mais próximos e abre uma vantagem bem confortável para o segundo colocado. razão para reclamação não há para os rubrotaurinos. (exceto esse teste de pneus da Mercedes que foi descoberto hoje, mas falarei disso mais tarde)

O quinto colocado foi uma grata surpresa. Adrian Sutil conseguiu o resultado que lhe escapou cinco anos atrás. O alemão sempre esteve na zona dos pontos e mostrou a agressividade na medida certa. Com direito a duas ultrapassagens na Loews, foi o destaque positivo da corrida.

Jenson Button fez uma corrida burocrática, perdeu posições e deve estar enfezado com seu companheiro de equipe por causa da atitude dele. mesmo assim salvou um sexto lugar bem razoável, ainda à frente de Fernando Alonso. O espanhol teve uma corrida bem fraca  e em algumas vez foi o responsável pelo trenzinho. terminou em sétimo, mas podia ser pior.

Vergne: Bela homenagem e boa corrida

Jean-Eric Vergne fez uma corrida honesta e contou com a sorte para somar mais quatro pontinhos. A sua homenagem a Francois Cevert foi digna. Paul di Resta foi outro com corrida digna. Antecipou a parada e fez ultrapassagens na zona de DRS, foi subindo e fez mais dois pontos. A Force India sai bem do circuito monegasco.

O décimo lugar pode não valer muita coisa, mas para Kimi Raikkonen, foi algo épico. O finlandês andou a corrida inteira em quinto, até que teve Sergio Perez ao seu encalço. O mexicano fazia uma excelente corrida com uma bela passada em Button e uma posição ganha em cima de Alonso por cortar a chincane do porto. No mesmo ponto das manobras anteriores, o piloto da McLaren tentou e os dois vazaram a curva, gerando reclamação do Matias, mas faltando seis voltas para o fim, Perez tentou de novo onde não tinha espaço e arrebentou o pneu da Lotus e detonou sua asa.

Perez: de bestial a besta

Kimi teve que ir para os boxes e voltar lá atrás, enquanto o Chesperito parava de vez com problemas decorrentes do choque. Raikkonen foi com tudo e fez cinco ultrapassagens nas últimas quatro voltas, sendo três na última volta e manteve a sequência de 23 corridas nos pontos, estando a uma de igualar o recorde de Michael Schumacher. Se ele conseguir, ele merce, ainda mais depois de hoje.

Começamos agora com a turma do bonde. Primeiro foi Felipe Massa, que repetiu na prova a mesma batida na classificação e causando o primeiro safety-car. De quebra teve que ir para o centro médico com colar cervical e tudo, mas aparentemente nada de grave para ele. Se fisicamente está tudo ok, moralmente foi uma bela ducha de água fria para o brasileiro.

Outro em fim de semana daqueles foi Pastor Maldonado. Na largada, o venezuelano se estranhou com Giedo van der Garde e ficou para trás, conseguiu chegar no pelotão, mas terminou a sua participação na corrida em “grande estilo” sendo catapultado por Max Chilton, destruindo a barreira de pneus  e quase interditando a curva da tabacaria, sobrando destroços para o pobre Jules Bianchi (a princípio erroneamente recriminado por muitos pela bobagem de seu companheiro de equipe). A corrida foi paralisada por alguns momentos para o reparo.

Maldonado em um dia normal

Para completar a zica do francês queridinho de muitos, que teve motor quebrado na classificação, ficou parado na larga e pegou a rebarba do bolivariano, ainda bateu na Saint Devote um pouco parecido com os acidentes de Massa. Coincidentemente, o trio é empresariado por Nicolas Todt, o filho do presidente da FIA. Esse teve um dia daqueles.

Um outro francês (não tão querido assim) resolveu entrar na festa. Romain Grosjean, que havia batido três vezes durante os treinos, estava quietinho no seu canto até encher a traseira de Daniel Ricciardo na saída do túnel e arruinar ambas as corridas. Uma atuação a lá Grosjean.

Bom, tudo aqui sobre a corrida está dito. Daqui há duas semanas a Fórmula 1 vai ao Canadá, para uma corrida que promete ser movimentada, na medida que Montreal costuma proporcionar. Até lá a Pirelli deve finalmente colocar pneus novos, que possam durar mais e melhorar a qualidade das corridas. O problema é se alguém tiver mais privilégios, como o teste secreto da Mercedes após a corrida de Barcelona, que só foi descoberta hoje por todo mundo. A Ross Racing pode ter dado o golpe de mestre na turma toda e a história da Fórmula 1 pode ser outra daqui para frente. Aguardemos os próximos capítulos.

Para quem gosta de automobilismo, boa 500 milhas para todos (e quem tiver fôlego, boa Coca-Cola 600 também) Abraço!

1º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 78 voltas
2º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) a 3s8
3º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) a 6s3
4º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) a 13s8
5º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) a 21s4
6º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) a 23s1
7º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) a 26s7
8º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) a 27s2
9º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) a 27s6
10º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) a 36s5
11º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber-Ferrari) a 42s5
12º. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault) a 42s6
13º. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) a 43s2
14º. Max Chilton (ING/Marussia-Cosworth) a 49s8
15º. Giedo van der Garde (HOL/Caterham-Renault) a 1min02s5
16º. Sergio Pérez (MEX/McLaren-Mercedes) a 6 voltas
Abandonaram
Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) na 64ª volta
Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) na 62ª volta
Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth) na 59ª volta
Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) na 45ª volta
Felipe Massa (BRA/Ferrari) na 29ª volta
Charles Pic (FRA/Caterham-Renault) na 8ª volta

Melhor volta: Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) 1:16.577 (volta 77)

Publicado em maio 26, 2013, em Automobilismo, F1 e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 15 Comentários.

  1. Campeonato de pilotos

    1 – Sebastian Vettel 107
    2 – Kimi Raikkonen 86
    3 – Fernando Alonso 78
    4 – Lewis Hamilton 62
    5 – Mark Webber 57 (+1)
    6 – Nico Rosberg 47 (+3)
    7 – Felipe Massa 45 (-2)
    8 – Paul di Resta 28
    9 – Romain Grosjean 26 (-2)
    10 – Jenson Button 25
    11 – Adrian Sutil 16 (+2)
    12 – Sergio Perez 12 (-1)
    13 – Daniel Ricciardo 7 (-1)
    14 – Nico Hulkenberg 5
    15 – Jean-Eric Vergne 5

    Campeonato de construtores

    1 – Red Bull-Renault 164
    3 – Ferrari 123
    2 – Lotus-Renault 112
    4 – Mercedes 109
    5 – Force India-Mercedes 44
    6 – McLaren-Mercedes 37
    7 – Toro Rosso Ferrari 12
    8 – Sauber-Ferrari 5

    +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    Disputa em corridas:

    Vettel 6 X 0 Webber
    Alonso 5 X 1 Massa
    Button 4 X 2 Perez
    Raikkonen 5 X 1 Grosjean
    Rosberg 2 X 4 Hamilton
    Hulkenberg 4 X 2 Gutierrez
    Di Resta 3 X 3 Sutil
    Maldonado 3 X 3 Bottas
    Vergne 3 X 3 Ricciardo
    Pic 5 X 1 Van der Garde
    Bianchi 5 X 1 Chilton

  2. O Grosjean foi punido com a perda de 10 posições no grid por causa da batida no Ricciardo. Normal.

    • Quem deveria ser punido era o Chapolin.

      • Por que punido, meu nobre cidadão do mundo? A manobra foi legítima. Abriu espaço, ligeirinho entrou. Não quisesse Raikkonen ser atacado, fizesse a tomada por dentro e perdesse tempo. Esperar que ninguém ataque por que é Mônaco fica difícil.

        • Hmm…ate’ te entendo, ainda mais sendo um dinossauro da F1. Mas o problema e’ que hoje em dia, os carros sao muito mais rapidos e esse tipo de manobra meio que poe os pilotos em perigo.

          Eu sei…a F1 de hoje e’ mais chata do que a de antigamente, mas as tomadas de curva, hoje em dia, sao muuuuito mais perigosas do que antigamente. Quantas vezes vi neguin meter o bico e nada acontecer? Mas com os carros de hoje, meter o bico significa interromper o tracado do carro da frente, que nao tem como ver, pelo angulo se tem um maluco ali ou nao.

  3. Räikkönen detona comportamento agressivo de Pérez: “Deveria levar um soco para ver se entende”

  4. A F1 hoje foi bem fraquinha. Não fosse o Rosbife já estar merecendo uma vitória, as lambanças do Perez e o stint final do Kimi, nada haveria para comentar. Ah, tem sim. Hoje os pneus não avacalharam a “carrera” por conta do piso de Mônaco. Como foi melhor assim.
    Outra coisa: A indy foi ótima. Para quem gosta de F1 assistir a corrida toda como fiz, é pq estava legal mesmo. E detalhe: não tinha pneus se desmanchando em momento algum. Acho que a Pirelli realmente tem que repensar seu pruduto, senão a Maggion será convidada a fazer algo melhor. Em razão disto estou propondo a que abaixo segue. Dá uma lida e se concordar assina e repassa adiante. Obrigado. Abração.

    Olá, eu acabei de assinar esta petição — você não quer se juntar a esta campanha?
    Alterar os pneus de competição para que um jogo seja suficiente para todo fim de semana. Os pneus dos F1 duram somente 8 voltas. São gastos mais de 5.000 pneus em cada GP e são 20 ao longo do ano. Some-se a isto as outras categorias e veremos um lixão altamente poluidor do meio ambiente. É isso q vc quer para o nosso planeta? Não? Então assine e compartilhe. Obrigado. Abração.

    Para: Fabricantes de pneus

    Esta petição é muito importante e poderá fazer uso de nossa ajuda. Clique aqui para saber mais e assinar:
    http://www.avaaz.org/po/petition/Alterar_os_pneus_de_competicao_para_que_um_jogo_seja_suficiente_para_todo_fim_de_semana/?email

    Muito obrigado, Sydnei Alves.

  5. Ainda bem que existe Sérgio Perez já que, aparentemente, cortaram os ovos de Hamilton (perdeu a competitividade?). Não cogitaram nenhuma punição ao mexicano, ou seja, foi agressivo, mas jogou limpo. Quem dera que metade do grid fosse daquele jeito.

  1. Pingback: 36 - Mônaco - Venha com a gente no Busão Prateado | Podcast F1 Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: