Quanto vale um trabalho elaborado?


Salve galera! Hoje damos continuidade a mais um dia de apresentações. Hoje mais dois carros deram as caras para as pessoas deste mundo. A Mercedes fez o seu “lançamento físico definitivo”, e a Toro Rosso também apareceu. Veja o que temos aqui:

Na beleza, até passa. Mas será eficiente?

Mercedes W04:

Depois de todo o drama do servidor no fim de semana, finalmente a Mercedes mostrou o W04. A apresentação virtual era para ser antecipada em dois dias, com uma engenhosidade incrível: era só tuitar #F1W04Reveal que abriria a porta de uma garagem virtual. Tudo muito bonito, mas a turma de Stittgart não esperava que o volume da rede social seria grande demais para o servidor, que “deu pau”. Após quatro horas com o site fora do ar, o site voltou e a porta foi se abrindo lentamente. No fim foi mais fácil esperar o surgimento do carro real em Jerez, para saber como ele é. Um erro bem absurdo.

Com o bólido já diante das câmeras, o que deu para notar:

-Em relação às cores, nenhuma novidade. Segue o mesmo prateado tradicional com o verde da Petronas. A novidade é o patrocínio da Blackberry, que vai injetar mais um dinheirinhos nos cofres germânicos, para seguir no desenvolvimento do bólido.

-Com relação à aerodinâmica, houve mudanças mais radicais. O grande destaque fica para o bico, que, além do degrau, trouxe um formato bem diferente das demais equipes, com um formato mais curvo, além de manter o buraco para entrada de ar, As asas estão com uma “inclinação” dando a impressão de ser um carro mais compacto. É mais uma cartada para ter um carro eficiente e buscar voos mais altos nos campeonatos de pilotos e construtores.

Com isso, a Ross Racing vai em busca de dias melhores, agora com Lewis Hamilton na sua nova empreitada e com Nico Rosberg buscando a afirmação como piloto de ponta. Se vai dar certo, não sei, mas para quem sofreu com um simples servidor de internet, será que vai dar cabo de um carro tão avançado? Fica a incógnia sobre o desempenho dos alemães daqui para frente.

A irmã mais nova e mais bonita

Toro Rosso STR8:

A outra equipe a apresentar a caranga em Jerez foi a Toro Rosso. E olha, ficou muito bom pelo menos esteticamente. E o interessante é que a equipe 1B dos rubrotaurinos seguiu um padrão bem diferente da prima rica.

Na parte de cor, seguiu o esquema de “time que tá ganhando não se mexe” e manteve as mesmas cores dos últimos anos, ainda mantendo o apoio da petrolífera espanhola Cepsa, ainda herança dos tempos de Jaime Alguersuari, mas que permaneceu no time mesmo depois do piloto-DJ ter sido defenestrado no começo do ano passado, garantindo a estabilidade do pessoal de Faenza.

Na parte aerodinâmica, algumas mudanças significativas. Na frente, nada de degrau no bico, que veio bem mais fino que os dos antecessores. A parte traseira também apresenta uma estrutura mais estável.

A grande razão para que a Toro Rosso apresentasse um carro bem diferente da Red Bull está no fato de não tentar mais copiar o que a sua equipe-matriz fez em outros tempos. O responsável pelo projeto é o britânico James Key, que veio da Sauber, depois de fazer o C31, que fez boas corridas em 2012. Não evitando o trocadilho, a turma de Faenza está com a esperança de que o projetista tenha a chave do sucesso para a italianada.

Até porque há uma pressão enorme por resultados melhores depois de um ano fraco, onde a equipe andou atrás da turma mais estável o tempo todo e até chegou a ser ameaçada pela nanica Caterham. Cabe agora mostrar que eles estão no caminho para brigar até pelo sexto posto nos construtores.

Os pilotos também veem o carro como a chance da redenção. Tanto Daniel Ricciardo, como Jean-Éric Vergne ficaram aquém das expectativas no ano anterior, e sabem que Helmut Marko não tem muita paciência, e tem fatores que podem mexer com os seus psicológicos, como as especulações de uma aposentdoria de Mark Webber, ou a crescente de Antonio Félix da Costa nas categorias de acesso. Sabem que este é o ano do tudo ou nada, e por isso a missão é melhorar.

Bom, conversados por hoje. Amanhã será um dia movimentado: apresentações de Caterham e Marussia, primeiro dia de testes em Jerez e o último capítulo da batalha Piquet-Mansell. Até amanhã! Abraço!

Publicado em fevereiro 4, 2013, em Automobilismo, Carros novos, F1 e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. O mais importante agora e ver o video da corrida do nelsao com o mansell, o resto pode esperar.

  2. Bora lá que os treinos já começaram.

  3. QueimaRoss literalmente queimando…

  4. Vale dizer que ambas tem uma vitória no currículo, embora o vencedor da Toro Rosso se tornou o mais jovem tri da história…enquanto o da Mercedes possa vir a ser o primeiro bi da F1…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: