R.I.P. Jacarepaguá


Vejam esse vídeo e chorem. Chorem como eu estou chorando agora. O único circuito que tive a oportunidade de guiar, de acelerar tudo, de quase perder a respiração na freiada retardada.

Chorem por perdermos um traçado único, lindo e feito para pilotos de verdade. Cada curva era um desafio.

Chorem tb por não termos o circuito de Deodoro, que nunca sairá do papel pois fomos enganados.

Nunca mais veremos os boxes com seus arcos tão peculiares.

Não haverá mais corridas por lá…Nunca mais.

Acabou.

Publicado em outubro 30, 2012, em Atualidade, Automobilismo, Reflexão e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 9 Comentários.

  1. Infelizmente isto é Brasil. Um país aonde o automobilismo nunca foi verdadeiramente valorizado. O país da terra do Futebol, Samba e putaria, como realmente somos conhecidos la fora. Ainda é de se admirar que existam alguns bons pilotos no nosso país, disputando em diversas categorias internacionais de peso, pois desde que me conheço por gente, e acompanho o esporte a motor, nunca realmente nunca eu vi um incentivo do governo, seja ele federal, estadual ou municipal, para ajudar a desenvolver o automobilismo, de forma digna. Realmente é lastimável a atual situação do esporte a motor no nosso país.

    Quanto a Jacarepaguá, garanto que se tivéssemos um autódromo renovado, bem cuidados, nos moldes e padrões internacionais, o circuito iria render muito, mas muito mais ao longo dos anos para a cidade do Rio de Janeiro, mas infelizmente, novamente as autoridades, preferem depreciar um patrimônio de história em bem de uma competição de várias modalidades, aonde somente irá beneficiar a cidade por pouco mais de 30 ou 60 dias, após isto, provavelmente irá se tornar mais um elefante branco entre outros tantos que existem em nosso país.

    RIP Jacarepaguá.

    • Eu sou velho o suficiente para ter acompanhado a F1 desde quando o GP do Brasil era no Rio. Quando o GP se mudou para Interlagos, todos os pilotos reclamaram da mudanca. Achavam o circuito carioca muito melhor, isso sem contar as festas que rolavam apos a corrida.

      Anos mais tarde, no comeco dos anos 90, tive o previlegio de trabalhar no GP do Brasil ate’ o Senna morrer (foram 3 anos). Como eu ia muito cedo para o autodromo (saiamos as 6:30), eu tomava cafe da manha com os mecanicos, que tb acordavam cedo. Perguntei aos mais velhos o que eles achavam de Jacarepagua e a resposta foi a mesma: um dos melhores tracados do mundo!

  2. Foda, bando de fpd, vao destruir o autodromo pra empreiteiro ganha dindin

  3. Infelizmente o automobilismo nacional está moribundo, pedindo pra morrer, a sorte ainda é que existem pesissoas como nós (pois os cartolas não fazem porcaria nenhuma) que fazem o negocio ainda estar respirando por aparelhos, afinal a gente nunca desiste, quanto a Jacarepagua, sinto muito mesmo, mas podemos ver que isso esta acontecendo não só aqui mas pelo mundo, o Nurburgring falindo, Spa respirando por aparelhos…grandes circuitos passando pelo mesmo problema, a falta de investimento e falta de gente que queira bancar a brincadeira, enquanto isso vamos vendo Cingapura, Abu Dhabi, India, Bahrein…

  4. Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e Ayrton Senna foram exceções das exceções das exceções… pela lógica, não deveriamos ter tido um piloto campeão… por uma incrivel coincidência, tivemos três. Mas o rompante da sorte acabou e a “ilusão” vai se desfacelando a cada dia, dando lugar à realidade. O automobilismo brasileiro vai se tornando aquilo que sempre deveria ter sido. Hj, uma das moedas mais importantes se foi; amanha, será outra e outra, e assim sucessivamente, até que tudo esteja praticamente acabado. Só com muita sorte o quadro será revertido.

    Agora, uma dúvida: sobrou algum autodromo decente no Rio de Janeiro?

  5. “PArabéns” aos FDP’s que agora riem da desgraça alheia. Politicos safados, acabam com um dos maiores patrimonios do automobilismo mundial pra fazer uma coisa pra olimpiadas e depois a merda fica anos e anos parada como de costume.Lembrem-se do pan do rio, aonde muita coisa foi construida e depois quase nada foi aproveitado a serviço de algo.
    Jacarepaguá, um circuito aonde qualquer categoria se adequada bem, desde carros até as motos, Rossi correu ai, assim como outros grandes pilotos de qualquer categoria que for. Desculpem os palavrões, mas não posso substituir essas palavras porque esses politicos marginais não merecem outras palavras se não as mais ofensivas que existam.

    • Eu ainda tenho o track pro rFactor 1.

      Nunca mais vou deleta-lo.

      Alias, dei umas voltas ontem e realmente era foda. coisa pra macho. Curvas dificilimas e aquela reta….so’ quem correu sabe. Me orgulho de ter pisado fundo naquela reta e de nao ter me cagado todo pq no final da reta o carro tava no limite, chiava e tremia como num terremoto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: