Vaca atolada


A vaca rossa está indo para o brejo…

Você ficou na cama e perdeu o GP da Índia de Fórmula 1?  Quer saber, foi melhor ter recuperado o sono perdido. Ô corridinha sem sal. Houve um ou outro grande momento, mas na visão deste escriba, foi a pior corrida do ano. Talvez a única coisa que salvou foi a dança típica local no pódio Dito isto, o campeonato vai ganhando os contornos de uma festa do dedo maníaco de Sebastian Vettel.

O alemão bicampeão do mundo teve um passeio de verão, sem ser incomodado em nenhum momento, a não ser por um momento em que o assoalho tava soltando faísca para todo lado. Mesmo assim, não teve a menor ameaça. Além de tornar-se o sétimo maior vencedor da história, com 35 vitórias, Vettel abre 13 pontos para Fernando Alonso. Se manter o resultado nas duas corridas seguintes, chegará a 27, com apenas Interlagos a correr, com isso, Vettel seria campeão já em Austin. Um completo anti-clímax para o desenho do começo do ano.

A situação só não é pior por causa do braço do piloto asturiano, que fez uma grande largada e disputou com a faca nos dentes com as McLaren até superá-las. Depois seguiu Mark Webber por quase toda a corrida até o australiano ter problemas no Kers. Alonso passou com uma bela manobra e pegou o segundo lugar. Sabe que o carro de Adrian Newey é disparado o mais rápido, mas também tem que botar na conta de Vettel.

Webber ainda salvou o terceiro lugar, mesmo com a pressão de Lewis Hamilton. Devido aos seus problemas, o pódio até que foi uma boa.

A outra McLaren, de Jenson Button, chegou em quinto em mais uma atuação imperceptível, exceto pelo fato de fazer a melhor volta no fim da corrida. Um fim de ano melancólico para a equipe de Working.

Felipe Massa teve uma corrida bem mais discreta em relação às últimas. Passou a corrida inteira comboiado por Kimi Raikkonen e conseguiu se defender graças à falta de velocidade da Lotus. Mesmo com a falta de combustível no fim com o motor Ferrari bebendo a gasosa inteira. Outro resultado razoável para ele.

Nico Hulkenberg, outra vez consistente, foi o oitavo, mesmo tendo o problema de Massa, com a falta de combustível.

Romain Grosjean fez uma atuação bem interessante. manteve o seu estilo e não provocou nenhum enrosco. Chegou em nono mesmo com as dificuldades do carro. vai botando a cabeça no lugar.

O último pontuável foi Bruno Senna, que fez uma corrida também aguerrida e conseguiu uma boa ultrapassagem sobre Nico Rosberg no fim, para mostrar que ainda pode manter a qualidade na pista para ver se mantém o emprego no fim do ano.

Uma coisa que pode ajudar o Bruno é que Pastor Maldonado voltou a estar em um acidente. O venezuelano levou um leve toque de Kamui Kobayashi e teve o pneu furado. De quebra, ainda atrapalhou Vettel na pista. Um dia complicado.

Quem sofreu desse mal foi Michael Schumacher e Sergio Perez, ambos se enroscando com os pilotos da Toro Rosso. Ambos abandonaram, sendo que o Queixudo ainda está sob investigação por ignorar bandeira azul. É…

Bom, é isso, semana que vem, teremos a ressaca de Abu Dhabi, e Vettel pode ficar com a festa preparada em Austin. Será que a sorte do Bracito não voltará a tempo? Mesmo assim, a parada é difícil. Até lá! Abraço!

1 – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) – 1h31m10s744
2 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 9s437
3 – Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) – a 13s217
4 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 13s909
5 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 26s266
6 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 44s600
7 – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) – a 45s200
8 – Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) – a 54s900
9 – Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) – a 56s100
10 – Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) – a 1m14s900
11 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1m21s600
12 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 1m22s800
13 – Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) – a 1m26s000
14 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1m26s400
15 – Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) – a 1 volta
16 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) – a 1 volta
17 – Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) – a 1 volta
18 – Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) – a 1 volta
19 – Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) – a 1 volta
20 – Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) – a 2 voltas
21 – Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) – a 2 voltas
22 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 5 voltas

Não completaram:
Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) – na volta 41
Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) – na volta 21

Melhor volta: Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 1m28s203 (60)

Publicado em outubro 28, 2012, em Automobilismo, F1 e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 13 Comentários.

  1. Realmente a corrida n foi das mais animadas, achei impressionante a reacao da rbr, lembrou 2009 qdo quase bateu a brawn, e agora dando otra surra na ferrada.

  2. Um momento “bacana” na corrida foi a volta do Massa dos pits. O Raikkonen botou lado a lado e tomou o troco no retão. Mas eu reparei numa coisa: antes de cruzarem a linha que faz a detecção da asa móvel, o Massa dá uma fritada, sendo que ambos estavam lado a lado. Pra mim, ele freou para passar naquele ponto atrás do Kimi e poder usar a asa imediatamente – o que acabou acontecendo -, demonstrando inteligência.

  3. Eduardo Casola Filho

    Campeonato de pilotos

    1. Sebastian Vettel 240
    2. Fernando Alonso 227
    3. Kimi Raikkonen 173
    4. Mark Webber 167 (+1)
    5. Lewis Hamilton 165 (-1)
    6. Jenson Button 141
    7. Nico Rosberg 93
    8. Romain Grosjean 90
    9. Felipe Massa 89
    10. Sergio Perez 66
    11. Kamui Kobayashi 50
    12. Nico Hulkenberg 49
    13. Paul di Resta 44
    14. Michael Schumacher 43
    15. Pastor Maldonado 33
    16. Bruno Senna 26
    17. Jean-Eric Vergne 12
    18. Daniel Ricciardo 9

    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    Campeonato de Construtores

    1. Red Bull Renault 407
    3. Ferrari 316
    2. McLaren Mercedes 306
    4. Lotus Renault 263
    5. Mercedes 136
    6. Sauber Ferrari 116
    7. Force India Mercedes 93
    8. Williams Renault 59
    9. Toro Rosso Ferrari 21

    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    Disputas em Corrida

    Vettel 11 X 6 Webber
    Button 7 X 10 Hamilton
    Alonso 15 X 2 Massa
    Schumacher 8 X 9 Rosberg
    Raikkonen 14 X 2 Grosjean
    Raikkonen 1 X 0 D’Ambrosio
    Di Resta 8 X 9 Hulkenberg
    Kobayashi 8 X 9 Perez
    Ricciardo 9 X 8 Vergne
    Maldonado 6 X 11 Senna
    Kovaleinen 9 X 8 Petrov
    De la Rosa 12 X 4 Karthikeyan
    Glock 11 X 6 Pic

  4. Não concordo que a corrida tenha sido insossa. Veja: “o piloto asturiano, que fez uma grande largada e disputou com a faca nos dentes com as McLaren até superá-las. Depois seguiu Mark Webber por quase toda a corrida até o australiano ter problemas no Kers. Alonso passou com uma bela manobra e pegou o segundo lugar. Sabe que o carro de Adrian Newey é disparado o mais rápido, mas também tem que botar na conta de Vettel”.
    O caneloni correu bem, segurou no braço o cachaça.
    O Bruno mostrou serviço ultrapassando o MalDanado e o Rosberg.
    O Cirilo mandou legal.
    Então? Concordo que a asa móvel tira a graça das ultrapassagens, mas se não fosse ela ninguém passaria ninguém mesmo na reta de mais de 1 Km. O equilíbrio está demais. Veja a disputa de classificação ontem: 06 carros no 1:25 e mais 10 no tempo de 1:26. Sem asa, meu, seria procissão.

  5. O astutoriano né que é bão mermo, sô? O único jeito de bater a Red Bull é colocar o bracito lá… aí o bicho ia pegar. Schumaca… melancólico, tem que entrar na fila do INSS dos milionários, aposentadoria já para o bunda-branca-bufa-fria… Senninha passando o Nico, a Mercedes tá uma merda mesmo, o Schumico deu azar pro tio Ross… Mas uma coisa é certa: a volta da F1 só na Europa, Brasil, Canadá, Japão e Austrália. O resto é história para boi dormir.

  6. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    Shumacher um dia mostraria que era uma farsa, dizia a profecia.

  7. Uma corrida bem +/- (60% – e 40% + na realidade). TEve o otimo bote do alonso nas mc depois da largada, e ele aproveitando um pessimo rendimento delas as ultrapassou de novo depois de ter levado o troco. Aliás, nessa corrida ficou claro o ano todo da McLaren. Uma hora bem, outra muito mal. Só melhorou alguma coisa depois da troca de pneus, e ainda sim nem foi o ideal.
    Webber deu azar com essa do Kers, fica dificil disputar posição hj em dia contra outro carro que tem tem kers, asa-móvel e um bom piloto nele. Webber tentou ainda, mas não teve como. Quase perdeu o pódio pro Hamilton ainda.
    E claro, parabéns ao Narain que mesmo com alguns probleminas, conseguiu não terminar em último em casa.😛

  1. Pingback: 22: O Caminho da Índias, O Caminho das Pedras | Podcast F1 Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: