Alonso e a concorrência


“Yo soy malandro…”

Seria Fernado Alonso, o famoso bracito, o melhor piloto de F1 da atualidade?

Há controvérsias, claro. Mas a maioria da galera concorda que o cara é bom de volante. Sendo na temporada passada, onde a Ferrada deu-lhe um carro horroroso e mesmo assim o cara tirou leite de pedra (terminou em 4 lugar, atrás do Button e do Webber, e na frente do Cirilo que tinha um carro tecnicamente melhor) ou nessa temporada, aonde o fdp vem guiando o fino, fica até estranho dizer que o Alonso não é o melhor piloto do grid no momento.

Eu sei, muitos vão dizer que o carro da Ferrada não é assim tão ruim, que os caras resolveram os problemas no projeto inicial, etc… Mas se formos olhar para a diferença de desempenho entre os pilotos da mesma equipe, podemos dizer que aí tem coisa…

Mesmo o mais ignorante dos torcedores de F1 consegue entender que o Alonso é bom e que o Massa é ruim. Mas não é bem assim. Massa não é tão ruim como se pensa; apenas tem dificuldade de botar seu talento em números. E esses números correm lado à lado com os números do seu companheiro de equipe.

Aí é que mora o perigo.

Malonso, com o mesmo equipamento, ganha corridas, faz belas ultrapassagens e marca pontos para ele e para o time.

Massa é ruim? Hm…Vamos perguntar de uma maneira diferente: O quanto pior é o Massa em relação ao Alonso?

Ah, bem pior. Mesmo não sendo um piloto de merda, ser comparado com o Alonso é foda…

A diferença do Vettel para o Webber é tão grande quanto a diferença entre o Alonso e o Massa?

E o Perez x Koba-san? Queixudo x Queima-rosca? Cirilo x Button?

Viu? A diferença de desempenho entre o Bracito e o Massaroca é muito maior do que a diferença entre outros pilotos da mesma equipe. Isso pq o espanhol é foda…mas tb pq o brazuca é caidínho…

A diferença de desempenho entre eles está condenando a carreira do Ravioli ao ostracismo. Ninguem espera que o Rigatoni saia ganhando corridas ou mesmo termine na frente do Bracito, mas o abismo que os separa (em termos de PONTOS), faz de Massa um patinho feio da F1. No mínimo, espera-se que o Tortelinni termine mais ou menos perto do Bracito. Mas o que vemos é um piloto que nos dá pouca esperança.

Mas ele não é assim tão ruim. Apenas Alonso é muito acima da media do grid (musica safada…):

Pro Massa, a conta fica complicada pq superar um cara como o Alonso é muito dificil. Até ficar perto já se mostra uma façanha bestial.

Agora, imagine as McLaren. Button vem peidando a temporada inteira, sabe-se lá o motivo. E o Cirilo…bem, esse vem “cirilando” o ano inteiro, ou seja, se envolvendo em acidentes desnecessários e que lhe custam pontos importantes.

Com a palavra, o mestre Niki Lauda:

Ele é o cara mais duro de se enfrentar e o mais inteligente. Ele sabe o que fazer e, após anos na Ferrari, amadureceu e sabe como ser consistente, além de manter a equipe sempre na frente, passo a passo”, afirmou o ex-piloto à publicação inglesa “Daily Mirror”.

O que separa a dupla da McLaren da briga pelo título é a instabilidade do MP4-27, na opinião de Lauda. O austríaco também acredita que a Red Bull seja capaz de lutar pelo título com Sebastian Vettel e Mark Webber, embora Alonso, ainda com um carro inferior, tenha a vantagem sobre os concorrentes.

A Red Bull, tecnicamente, também está chegando, mas considerando todas as coisas, vejo Alonso como o piloto mais completo. Eles [Hamilton e Button] são campeões mundiais e podem fazer melhor do que em Silverstone, mas estão sofrendo com o desempenho do carro”, argumentou.

Já está difícil para eles se colocarem na briga pelo título. Não falo da diferença de pontos; ainda não acabou para eles neste sentido, mas mesmo se ganharem muitos pontos, Alonso não ficará muito para trás, então [reduzir a desvantagem] será difícil”, completou Lauda.

É, mesmo tendo um carro “inferior” (muito ruim no começo, mas os engenheiros melhoraram a carroça consideravelmente de uns meses pra cá), Alonso já mostrou que é o cara a ser batido.

Carro ruim ou não.

por Trapizomba, o cara a ser batido…

Publicado em julho 16, 2012, em Automobilismo, F1 e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 19 Comentários.

  1. A temporada está sem graça para os brasucas apaixonados e eu sou. O Malonso está humilhando o verde-amarelo e a rede bobo já está sentindo o baque. Não demora teremos transmissão pela Band novamente…tá vendo? Tem como piorar ainda mais.

  2. Acho que esta temporada ainda vai dar muito pano pra manga pois uma nova variável se apresenta como nivelador de forças entre as máquinas e ao mesmo tempo evidencia as diferenças entre pilotos: o fator pneus. Até o ano passado aind não tínhamos uma clara noção do que isto significaria para a F1, mas agora começa a saltar aos olhos: A Pirelli está salvando a categoria! Pneus de farinha diferenciam pilotos de pangarés e nivelam carroças de acordo com a qualidade e sensibilidade do chicote de cada carroceiro. São os novos tempos!

    • Bixo, muito bacana ter 7 vencedores diferentes em 7 corridas, mas o que importa é como vai estar o cenário na 20ª corrida. Se tiver 4 pilotos com chances de ser campeão na última corrida, será o campeonato mais competitivo da história. Se alguém se distanciar, e ganhar com 3 ou 4 provas de antecedência, será mais do mesmo.

      • Sinceramente acho difícil que alguém se distancie demais, pois até agora não surgiram indícios que levem a essa tendência, exceto pela inspiração extra de Alonso. Embora eu ache que ele é o melhor do grid, há situações de corrida em que ele é superado, seja por Hamilton, Vettel, Button e Webber, assim como há circuitos em que ele não se dá bem ou mesmo o conjunto. Cada equipe terá seu fim de semana, repetindo-se duas ou três vezes durante o ano, fato que fragmentará a ‘hegemonia’. Afirmo isso por ser imprevisível o comportamento dos pneus em cada fim de semana. Tem se mostrado assim há vários meses. Não há como prever qual conjunto predominará pois as variáveis que pesam são infinitas. Não sei se está ocorrendo de maneira proposital, o fato é que a Pirelli, sem querer querendo, vem colocando em jogo um fator que está quebrando a cabeça dos engenheiros das equipes. Tomara que continue assim. Eu estou adorando.

  3. Eduardo Casola Filho

    A cobrança em cima do Massa é demasiada ostensiva. Ele tem evoluído, mas comparar com Fernando Alonso é desleal. O espanhol é diferenciado e Massa demorou para entender que lutar com isso é complicado. A saída seria ou sair para outra equipe (onde há poucas vagas) ou tentar se fortalecer dentro da Estaberria. Com essa segunda opção, ele mostrou uma certa evolução e pode, se o carro permitir, ter chance de vencer uma ou outra corrida, desde que não prejudique a disputa do espanhol pelo título. Mas será de bom grado para a equipe e, principalmente se evitar que os rivais pontuem. Foi isso que não ocorreu em 2010, onde a sua decadência foi nítida.

  4. Pobre Felipe…chega a dar pena…

  5. Todo mundo ta falando um monte de varios pilotos mas, a verdadeira decepção do ano até o momento se chama Jenson Button… terminou o ano passado por cima da carne seca e esse ano ta comendo poeira até dos novatos… eh Butão, vai aposentar mesmo???

  6. Bem, deixa eu dar um pitaquinho, coisa que não faço há tempos.
    Papai dizia que quem sabe andar em bicicleta ou jogar futebol, não esquece.
    Escrevo o que se segue por achar ridículo o imediatismo de muitos, especialmente o do brasileiro médio como eu, que idolatra na glória e espinafra na derrota.
    Primeiro quero colocar que estou achando lindo o campeonato, mas tudo muito artificial. É pneu que se esfarela sob encomenda do fabricante, obrigatoriedade em usar dois compostos, asa móvel com limitação de uso, sem treino e etc. Vão me acusar de purista, velho e/ou saudosista, mas prefiro a época em que a coisa era decidida literalmente no braço (thanx Clark/ Gille/Peterson/Ayrton Senna) e/ou na manha e sabedoria (thanx Nelson Piquet).
    Para não delongar, vou citar apenas dois, Button e Massa. Nenhum dos dois desaprendeu, aliás, qualquer um que está ali, mesmo os mais aparentemente ineptos, não são qualquer um. O jargão já manjado diz que a diferença entre um gênio e um piloto qualquer é de meros 4 décimos de segundo por volta o que, é claro, acaba se tornando uma eternidade principalmente em se tratando de uma prova completa.
    Existe todo aquele negócio de estilo de pilotagem (que é um fato), adaptação ao tipo de carro (fato), argumento que por sinal foi também utilizada por um certo alemão e sua imprensa, quando ele começou a tomar um sufoco de Barichello durante uma temporada.
    Quanto a Button acho que ele não deve nada ao inglês, embora eu ache Hamilton o melhor “braço” da atual safra. Jason em minha opinião é até mais completo no sentido de equilíbrio e constância, mas definitivamente não está se acertando com a McLaren deste ano, que me parece um carro pior do que a Lotus. Mas Jason não esqueceu e é sim um baita piloto, já provou isso em circunstâncias adversas e com carros muito piores, foi campeão em cima de outro baita piloto, execrado pela nação tupiniquim que adora despicar suas frustrações nos fracassos ou, usufruir como suas, as vitórias alheias.
    Quanto a Felipe, não sei se ele seria o mesmo depois daquele acidente, pois Nelson Piquet já afirmou, de cima de sua autoridade como piloto que um acidente de grandes proporções, como foi o que ele próprio sofreu na Tamburello de dolorosa lembrança, pode comprometer a carreira de um piloto como ocorreu com ele.
    O que posso afirmar sem sombra de dúvidas e com minha parca experiência como ex-piloto amador de kart é que: Mesmo dentro de uma equipe, nunca, nunca os equipamentos são exatamente iguais. Quem conhece de mecânica e motores sabe disso: Do mesmo fabricante um motor saído do mesmo lote, por vezes é mais rápido ou tem mais torque que o “irmão” pentelésimos de segundo. Um chassi é melhor ou mais rápido que outro em determinadas circunstâncias, pentelesimos de segundo. A melhor estratégia de corrida sempre é direcionada ao primeiro piloto, principalmente nestes tempos de tanto artificialismo. Na formula um atual, a equipe e seus projetistas, quando do parto da barata, estão pensando no “jeito” que o primeiro piloto se sentiria melhor ao volante, e dei-lhe pentelésimos! Resta ao segundo piloto se virar, fazer das tripas coração para recuperar de pentelésimo em pentelésimo uma diferença que pode chegar a 2, 3 décimos por volta.
    Resta aceitar que nunca saberemos ao certo o que ocorre nos bastidores, mas penso que é um fato baseado nos fatos: Massa talvez não seja é tão ruim igual dizem, nem Alonso tão espetacular quanto pensam.
    Agora eu apanho… rsrs saudações galera, especialmente ao meu velho amigo e inspirador Bidart, o popular Bi-give-you! 😈

    • Deixa eu aproveitar minha “eloqüência” hoje, eheh, só para complementar:
      Alonso pediu o penico na McLaren porque não tinha privilégios e era difícil bater o oponente… Massa perdeu para Hamilton, digamos por azar e pura falta de competência e comprometimento da Ferrari que destruiu seu campeonato com erros seguidos, coisa tão inacreditável quanto supor que papai Noel existe… hum, sei que o se não é lógica… mas seria Felipe tão ruim assim? Teria esquecido tudo que sabe? Eu acho que não!

      • É amigão…tudo isso faz sentido. A diferença entre os feras de hoje é pequena, mas ainda acho que Alonso é melhor, porém, seus argumentos são excelentes. Também acho que o acidente deixou sequelas em Felipe e isso não está sendo revelado por razões óbvias. E quanto aos artificialismos, em todo esporte moderno as reggras são adaptadas para garantir a competitividade de tanto em tanto, e até para manter o interesse do espectador. Um exemplo disso é o vôlei, que já está precisando de novas mudanças, como aumento da altura da rede, entre outras.

    • Eduardo Casola Filho

      Análise perfeita!

  7. Péssima notícia para nós fãs do automobilismo:
    Nürburgring pediu concordata e o futuro do GP Germânico está ameaçado
    http://www.grandepremio.com.br/noticias/governo-decreta-falencia-de-nurburgring-e-ameaca-edicao-de-2013-do-gp-da-alemanha/

  8. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    a foto foi boa. Dá pra ver que os braços do cachorrinho salsicha são pequenos mesmo. Será que ter braços curtos é uma vantagem automobilisticamente falando? Olha, o cride é ruinzão de física, mas pensem bem, eu acho que ajuda, é como se o piloto simplificasse os movimentos, tendo o braço mais curto, e dessa forma poupa energia e ganha tempo na reação. Podem recrutar agora gente assim pra pilotar. Na mídia do entretenimento temos o cantor Daniel, coloca o extensor de volante do Alonso e beleza. Será que é uma boa?

  9. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    Faltou dizerem que a culpa do acidente do Massa foi do Ross Brown e do Nick Fry, diretores da Brawn GP que foram os responsáveis pelo desastre que não se sabe quem cometeu, de deixar uma peça tão solta a ponto de sair sem nenhuma batida. Abafaram isso aí. Agora abafam a sequela do Massa também.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: