Corra que o comissário vem aí!


O lance polêmico

Bem pessoal, uma das principais polêmicas nas rodas de discussão de automobilismo esta semana foi sobre a punição do Bruno Senna no GP da Europa, depois do toque de Kamui Kobayashi, que teve a acusação de que houve uma certa decisão tendenciosa da direção de prova, que tinha como piloto convidado como comissário, o finlandês Mika Salo, crítico do brasileiro e defensor do piloto de testes da Williams, Vatteri Bottas.

Bom, não vou entrar no mérito da discussão se a atitude foi premeditada ou não, nem questionar quem foi o culpado do acidente, pois o lance foi controverso, há as correntes que achem culpa do Japa, outros que foi culpa do Primeiro-Sobrinho, os que acham que foram os dois e até os que acham um acidente de corrida. Não há um consenso e o benefício da dúvida faz com que qualquer decisão seja considerada plausível.

Mas o mais intrigante é como  essa suspeita que recai sobre a organização. Se não se lembram bem, não foi a primeira vez que o tal comissário convidado já passou por esta saia-justa. No GP de Mônaco de 2010, Michael Schumacher foi punido por passar Fernando Alonso durante bandeira amarela. A corrida estava na última volta em safety-car, que saiu na hora da quadriculada.

A polêmica de 2010

Mas na última curva tinha uma bandeira verde acenada. Schumi se aproveitou e passou o espanhol, mas foi punido com 20 segundos e perdeu os pontos da corrida. O comissário em questão era Damon Hill, contemporâneo do alemão. O filho do Graham chegou até a receber ameaças de torcedores do heptacampeão, sendo acusado de tentar prejudicar seu ex-rival, como uma vingança pela batida que lhe tirou o título de 1994, na corrida da Austrália.

Essa questão de colocar ex-pilotos para ajudar nos julgamentos dos lances polêmicos soou como uma boa iniciativa da FIA à princípio. No entanto. as pessoas não imaginam que este sujeito não é o único a decidir sobre os lances polêmicos, mas acaba sendo sendo responsabilizado pela decisão tomada.

 

Salo em ação pela Tyrrell

No caso do finlandês, o que pesa contra é seu histórico. Como piloto teve uns bons momentos, mas nunca foi capaz de despertar a confiança das equipes, mesmo com uma passagem pela Ferrari, na época em que Michael Schumacher esteve no estaleiro com a perna quebrada. Como lembrou o Leandro Verde, o ex-piloto não era  querido no paddock, muito por conta da língua afiada. Como defensor mor do jovem escandinavo, acabou taxado como um “detrator da concorrência dos corredores da nação”.

Não acredito numa atitude dessas, primeiro que, como disse antes, a decisão não é só de uma pessoa. Há uma comissão que analisa os lances e determina se não há essas punições. Além disso, a manobra dos envolvidos (Kobayashi e Senna) teve opiniões diferentes de vários críticos. Portanto o benefício da dúvida é plausível.

Agora, a FIA poderia rever esse sistema penal e a convocação de ex-pilotos para auxiliarem. Na minha visão, essa discordância pode prejudicar a credibilidade da categoria, pois uma picuinha do passado pode ser argumentada como razão de uma punição pela mídia e dar margem a dúvida sobre a idoneidade do evento. Talvez assim acabemos com certas “maldades” nas opiniões dos analistas.

E o que vocês acham? Cartas para a redação! Abraço!

Publicado em junho 30, 2012, em Automobilismo, F1 e marcado como , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 20 Comentários.

  1. Assunto polêmico… Acho que deviam acabar com essas punições. Não só as exageradas, falo sobre TODAS as punições sobre acidentes de corrida, evitáveis ou não. A F1 já está ficando muito fru-fru, nem parece um esporte de risco mais… Os pilotos tem que se virarem sozinhos, deixem eles correr p*rra!!!

    Enquanto ficam punindo todo mundo que briga por posição, os pilotos vão ficando mais bundões e não vai ter asa móvel que salve as corridas. Os pilotos estão lá pra brigar com unhas e dentes por posições, não para fazer fila e ficar dando espaço pra todo mundo. Deixem eles que criem seu código de ética e se virem pra manter o respeito!

    Esse monte de não-me-toques está destruindo o “espetáculo”, que já não tem mais nada de espetacular.

  2. Eduardo Casola Filho

    [Caras mode] Jacques Villeneuve esteve em São Paulo para se casar com a brasileira Camila Lopez. Eis a foto dos noivos:

  3. Pra mim so podia punir se o cara jogasse o otro pra fora da pista, o resto deixa rolar, até pq carros em movimento correm o risco de se tocar, senão o nome não seria corrida, e sim procissão.

  4. O Kamikase meteu a bagaça onde não cabia nem um bike. Do outro lado estava aberto. Por que ele não foi pra lá? O japinha é o menino maluquinho do circo. Ele é quem deveria ser punido neste incidente. O primeiro sobrinho é “bruninho paz e amor”, num faz mal a ninguém não.

  5. O Koba-San fez o que deveria ser feito e o Lali também, esses comissários que tem de ir a Mer…da P…rra!

  6. Eduardo Casola Filho

    Hoje tivemos um dia muito ruim no mundo da velocidade. Primeiro o susto com a Maria de Villota em teste com a Marussia. Ela bateu em um um caminhão e a rampa deste caiu em cima do cockpit, mas felizmente ela está consciente.

    http://globoesporte.globo.com/platb/voandobaixo/2012/07/03/acidente-grave-na-inglaterra/

    E também foi o dia que morreu Sergio Pininfarina, projetista de carros italianos como a Ferrari Testarossa, Enzo e F40. RIP

    http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/sergio-pininfarina-morre-aos-85-anos-324190_p.shtml

    • Com esse acidente é a prova viva de que a Marrusia não deveria estar no grid.Uma equipe que antes de estrear no circo,nunca testou o carro em pista,confiando na tecnologia CFD.Além disso hoje a gente viu que essa proibição de testes privados em autódromos durante a temporada é um tiro no pé e uma afronta a segurança dos pilotos.
      Espero que a espanhola esteja boa em todos os sentidos

  7. O que ta acontecendo, este blog anda pouco movimentado.

  8. Eduardo Casola Filho

    Tempos do treino da sexta. Muita chuva em Silverstone e o Lalli deu uma bela panca.

    1 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1m56s345
    2 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – 1m56s474
    3 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – 1m56s545
    4 – Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) – 1m56s552
    5 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1m56s567
    6 – Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) – 1m56s827
    7 – Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) – 1m57s493
    8 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 1m57s948
    9 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1m58s119
    10- Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m58s463
    11 – Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) – 1m58s580
    12 – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) – 1m58s897
    13 – Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) – 1m58s943
    14 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1m59s015
    15 – Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) – 1m59s076
    16 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 1m59s414
    17 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – 1m59s429
    18 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) – 1m59s472
    19 – Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) – 1m59s614
    20 – Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault) – 1m59s733
    21 – Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) – 2m00s820
    22 – Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) – 2m01s099
    23 – Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) – 2m03s719
    24 – Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) – 2m04s341
    25 – Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) – 2m04s774
    26 – Dani Clos (ESP/HRT-Cosworth) – 2m05s022
    27 – Jules Bianchi (FRA/Force India-Mercedes) – sem tempo

  9. Depois do treino oficial de hj, o Alonso já pode entrar com uma ação contra o Bruno Lalli para reivindicar o sobrenome Senna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: