Na efervescência de uma lata de energético


Batata do francês assando…

Salve  galera! Neste período de equilíbrio da F1 atual, a situação uma equipe em especial está cada vez pior. Não é exatamente uma equipe de ponta, mas a situação pode tornar-se insuportável nas próximas corridas pela impaciência da chefia e pelos problemas da inexperiência dos pilotos mais novos. Essa é a realidade da Toro Rosso, uma equipe que serve de vestibular para a vaga na equipe principal da Red Bull, mas que se mostra uma verdadeira frigideira também.

A equipe de Faenza fez a faxina no fim da última temporada, guilhotinando a dupla Sebastien Buemi e Jaime Alguersuari. O espanhol, em particular, saiu disparando contra a administração da escuderia acusando a carnificina que ocorre no programa de desenvolvimento de pilotos criado pela empresa austríaca. Tendo no comando desta operação o ex-piloto Helmut Marko, contemporâneo de Emerson Fittipaldi que ficou cego de um olho depois que foi atingido por um pedrisco em uma corrida na França.

Marko quer um novo Vettel a qualquer custo

Marko tem trabalhado desde o começo deste programa em meados dos anos 90 e teve a importância na construção da marca, mas tem sempre falado muito e é constantemente criticado por falar mais do que deve. E por se intrometer em algumas decisões dos dois times mantidos pelo conglomerado, tornou-se persona non grata entre os corredores.

E exatamente nesse furacão estão dois estreantes. Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne fazem a  sua primeira temporada completa e a disputa entre os dois tem sido tratada como o vestibular para definir um provável substituto de Mark Webber assim que o australiano se aposentar. Acontece que o desempenho, tanto da dupla, como do carro tem deixado à desejar.

No campeonato a situação é desoladora: A equipe tem apenas seis pontos nestas oito etapas. Até o ano passado, eles estavam no mesmo patamar de Sauber, Force India e Williams, mas não evoluiu como seus rivais, que já tiveram desempenho mais interessante nesta temporada, chegando a brigar até por vitória. Já a turma 1B dos energéticos está longe de seus rivais, quase 40 pontos atrás da equipe indiana, que é o rival mais próximo. E para piorar, a Caterham já aparece em seus calcanhares.

Tanto Vergne quanto Ricciardo também não vêm correspondendo na pista. O australiano teve uma boa classificação na corrida da Espanha, quando largou de sexto, além de pontuar na abertura do campeonato. O francês fez uma boa corrida na China e poderia ter somado mais pontos em Mônaco se não fizesse uma troca extra de pneus. No mais, ambos tem sido vistos fora da pista ou estapelados no muro. na última corrida, em Valência. Ambos se enroscaram com os carros da Caterham e tiveram a corrida prejudicada.

Pela experiência do ano anterior e pelo temperamento de Marko, a batata deles está assando. Assim como ocorreu com seus antecessores, a coisa pode complicar para um deles. Vergne já soube que terá que pagar do próprio bolso a multa pelo acidente com o Kovaleinen. O problema para a turma dos energéticos, no entanto, e definir quem é o substituto caso tenha que defenestrar pelo menos um deles.

Razia tem uma chance

O princípio da Red Bull é só usar pilots de sua escola de pilotos, portanto um eventual substituto venha da base, provavelmente da World Series, que tem sido o trampolim de todos os pilotos mais novos, mas não creio que haja alguém realmente preparado para fazer essa transição ainda. Na GP2, a turma dos energéticos tem alguns nomes, como o monegasco Stefano Coletti, fora o apoio da equipe Arden, que é de Christian Horner, chefão do time principal da F1. Nessa hipótese, Luiz Razia tem uma chance, já que tem se destacado nesta temporada, com boas chances de ser campeão, mas por não ser um piloto membro desta escola, pode não ser aproveitado.

Outra possibilidade seria recrutar algum piloto de outra equipe, alguém mais experiente, para dar uma guinada na equipe. Talvez se Felipe Massa for dispensado mesmo da Ferrari, poderia pintar lá? Seria uma ideia diferente apostar em alguém de fora, e mais experiente para mexer um pouco com as coisas, mas seria contra os princípios do time. No fundo é muita teoria, sem nenhum fundamento.

Enfim, a fábrica de energéticos austríaca está com as barbas de molho sobre este projeto e, pelo visto vai suar para encontrar um piloto no nível de Vettel. Mas será tão necessário ter uma obsessão por um piloto de alto nível, pois não é todo dia que surge um piloto de alto nível. A Toro Rosso precisa ter mais paciência com seus pilotos, até porque precisa fazer um carro melhor e a troca constante da peça entre o volante e o banco não ajuda em nada.

É isso, o que vocês acham? Abraço!

Publicado em junho 27, 2012, em Automobilismo, F1 e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 22 Comentários.

  1. O Helmut Marko é cego, por isso não vê qualidades em ninguém. Achar outro igual ao Vettel? Todas as outras equipes de F1 estão procurando tb e nós, brasileiros, estamos procurando outro igual ao Senna desde o século passado. Vc acha que o caneloni entra nesta fria? Só o Barrica topa umas paradas destas, de fazer o carro andar para outro ser o herói.

    • Eduardo Casola Filho

      Eu imaginei esta situação se ele sair este ano da Ferrari. o link abaixo traz outras peças para este quebra-cabeça.

      Mesmo assim, foi um palpite furado meu. Só isso.

  2. Mundo cruel! Se não tem resultados, não serve. E o esporte que se dane.
    Eu acho que o Marko não quer mais saber da Toro Rosso, tanto que já tentou vender uns tempos atrás e não conseguiu. O problema é que atuações inconstantes da dupla de pilotos novatos acaba fazendo propaganda negativa pra marca Red Bull (mesmo que o carro principal esteja bem, a equipe jr também tem sua visibilidade, e deve contar!). E já viu, propaganda negativa, dinheiro perdido!

    • Vamo fazer uma “vaquinha”, pelo menos uma “bezerrinha”, para comprar a Toro Rosso, vamo! Ninguém quer mesmo. A Fufa compra e ficamos lá nos boxes tomando uma cachaça com energético, fazendo churrasco, bebendo uma cerva. Tá barato pra caramba!

  3. Pode crer, a coisa ta’ tensa na Toro.

    E o problema, pra mim, chama-se Helmut Marko.
    (edit: Postei sem ler os comentarios de vcs e me surpreendi que todo mundo concorda que o Marko pressiona demais por resultados…)

    Esse cara quer um novo Vettel e nao e’ bem assim que a banda toca.

    Vettel, vcs sabem a minha opiniao, nao e’ la’ um Deus do automobilismo, mas o cara e’ bem acima da media. Achar um piloto assim todo o ano e’ impossivel! Tvz com tempo, o Ricciardo venha a ser um bom piloto. Mas sem apoio, nao vai rolar. O Marko quer um cara que arrebente de cara.

    Boa sorte, Helmut.

  4. Eduardo Casola Filho

    E na equipe júnior da Red Bull, que corre na World Series já rolou cabeça. Para o lugar vem um portuga na parada.

    http://continental-circus.blogspot.com.br/2012/06/noticias-felix-da-costa-na-wsr-pela.html

  5. Vai enfiar os pés pelas mãos Sr Marko, again.

  6. Posso parecer pessimista, mas não vejo a Red Bull na F1 caso Vettel saia do time…
    É a impressão que fica!

  7. Pô! Alonso 11111,00 x Massa 0,000111. Nem por isso vamos deixar de curtir a F1, galera. Antes do Senna e do Piquet eu torcia para o Prost, e quando eu era menino. Vamos esquecer esse falso patriotismo da “pátria de chuteiras” (ou de pneumáticos). Patriotismo é brigar por uma sociedade melhor, que o bicho tá pegando…

  8. Eduardo Casola Filho

    Um texto muito interessante sobre Mika Salo e Bruno Senna:

    http://bandeiraverde.com.br/2012/06/29/o-outro-mika-e-o-outro-senna/

  9. Eduardo Casola Filho

    E teve um burburinho sobre uma corrida nas ruas de Londres, mas como o Speeder_76 descobriu, tudo não passou de uma cortina de fumaça do velho Bernie pára se safar de qualquer pressão sobre a condenação de um antigo sócio dele.

    http://continental-circus.blogspot.pt/2012/06/gp-de-londres-ou-o-primeiro-de-abril-28.html

  10. Curte galera, ja começou o marketing da corrida no quintal do bernie.

    http://autosport.sapo.pt/o-grande-premio-de-londres-de-formula-1=f106509

  11. Bernie é aquele bixo que vem da mosca certo?!!

  1. Pingback: É a vez do segundo piloto? | F1 Social Club

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: