Virou brincadeira de gato e rato


"Quem acionou o DRS?"

Carros diferentes de tudo que já foi visto, traçados em lugares exóticos, regulamento confuso que permite brechas, tudo para atrair a atenção dos espectadores, seja de qualquer forma, nem que exponha os pilotos a condições de extremo risco. Sabem do que estou falando? Sim é de um episódio especial do desenho de Tom e Jerry!

A ideia deste post veio já há algum tempo, quando vi um filme feito em 2005 chamado “Velozes e Ferozes”, aqui no Brasil, uma referência à franquia “Velozes e Furiosos”. Sintetizando este episódio, tanto o bichano como o roedor estão numa corrida com uns seres bem insanos. A corrida começava com um percurso entre os Estados Unidos e o México, mas o organizador do evento resolveu sempre dar uma estendida no percurso, passando pela Amazônia, pela Antártida até virar uma corrida de volta ao mundo, sempre modificando os bólidos e permitindo a carnificina entre os competidores, especialmente quando sobraram apenas o gato e o rato no certame.

No fim do desenho, há um empate e o organizador do evento quer a realização de uma nova corrida, que gera a ira dos participantes querendo dar cabo do infeliz promotor. Pois é, esta animação não lembra muito uma certa categoria, que tem feito corridas em lugares insólitos e onde o objetivo é apenas gerar grana para os donos do campeonato? A Fórmula 1 virou brincadeira de gato e rato! Não sei se essa foi a intenção dos produtores da Hanna-Barbera, mas encaixa-se bem como crítica ao modelo de gestão da F1.

O dinheiro já veio, então teremos corrida!

Prova disso é a confirmação da corrida no Bahrein. Dane-se se que este país esteja à beira de um colapso. Eles têm um autódromo ajeitadinho para os grã-finos, mesmo que o traçado projetado pelo Tilke seja uma bela porcaria, o sheik paga bem, portanto, para o Tio Bernie, tá tudo certo. Para a FIA, tá tudo certo.

Não é a primeira vez que isso acontece. O velhote lavou as mãos diante do clamor mundial pelo cancelamento do GP da África do Sul, em 1985, em meio ao Apartheid, marcaram a execução de um dos líderes do movimento antirracista Benjamin Moloise, na sexta-feira dos treinos da F1 em Kyalami. Os governos dos países envolvidos com a categoria pediram a seus países para não correr lá. Apenas a França foi parcialmente atendida com o boicote de Renault e Ligier. Tudo que envolvia o certame foi isolado do caos sul-africano, mas a categoria se retirou de lá quando percebeu a bobagem que fez. Voltou só em 1992, quando Nelson Mandela estava livre e a África do Sul estava mais limpa da segregação, embora não totalmente.

Quando uma corrida foi desnecessária.

A verdade é que a Fórmula 1 nunca se preocupou com o que acontece fora do autódromo. Se nada afetara categoria, não tem nada errado. O papo de que a corrida trará entretenimento ao sofrido povo barenita é pura balela. Como categoria de elite, vai fazer o espetáculo só para os donos da bufunfa. Enquanto vozes se levantam mostrando a calamidade pública, a tentativa é de abafá-las com o ronco de motores, apenas para a montagem do circo romano, querendo desviar o foco dos problemas.

E o bom-senso virou fumaça...

Pois é, a sorte está lançada. Como todo mundo tem contrato a cumprir, nenhum piloto ou equipe vai boicotar a prova, mas o medo está rondando a todos os que trabalham. (pilotos, mecânicos funcionários das equipes e da organização e também os jornalistas). Mas enquanto o pão e o circo são justificados para a balbúrdia, não importa o quão hostil é o ambiente, assim como na corrida de Tom e Jerry. Talvez o grande espetáculo seja ver o gato explodir pelos ares. A diferença é que a violência em desenho animado é suavizada, na vida real, não!

Algo a comentar? Cartas para a redação! Abraço!

P.S Gostaria de agradecer a todos pelas opiniões sobre o podcast. Ainda falta muito para eu me aperfeiçoar como locutor e na edição de áudio, mas foi uma experiência bacana. Na próxima vez, vou caprichar mais. E quem quiser mandar outro esteja à vontade! Porém seguiremos com os textos.

 

"Parem de correr sobre nosso sangue..."

 

Publicado em abril 17, 2012, em Atualidade, Automobilismo, F1 e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 41 Comentários.

  1. Senna Simply The Best

    Bernie disse, em uma entrevista ,que não há risco de correr no Bahrein,pois será montado um sistema de segurança semelhante ao que é aplicado no Brasil!!!

  2. hahahahahahahah… essa foi ótima!

  3. Essa zorra vai feder. Se eu fosse o Massaroca nem ia lá, não ia fazer diferença mesmo na pontuação. Esse Bernie é o verdadeiro culpado da morte de Senna, pois Ratzenberg morreu na pista durante o treino, era para a corrida ser vetada, mas o show desse mafioso não pode parar nunca.

  4. Os fdp estão jogando merda demais no GP do Brasil. Será que Interlagos subiu no telhado em favor dos hermanos? Olha, sei não…

  5. O pau vai comer la’, pode escrever. Matar um piloto traria a atencao para os problemas do Bahrein.

  6. Jogar a culpa exclusivamente em Ecclestone é forçar a barra. As equipes e os pilotos têm autonomia para decidir se correm ou não. Vale mais arriscar a vida do que descumprir uma etapa do contrato? Isso é ridículo!
    Cada um que assuma sua responsabilidade e deixe de jogar a batata quente para mão do outro.
    Quando decidiram não correr em Indianápolis, por conta de segurança, não correram e pronto. Agora vêm com mi mi mi…

  7. Saaaaaaalve tchurma. Esse assunto merece umas linhas…

    Não acho q o problema seja a corrida em si. Ela é só a ponta do iceberg. Caído mesmo é a crescente relação da F1, seja a FOM, sejam as equipes, com a grana provinda desses estados absolutistas do Oriente Médio.

    No Catar, a Williams abaixa as calças. Já a McLata e a Ferrada enchem os bolsos com grana árabe de cidades-estado como Dubai e Abu Dhabi, com seus investidores monarcas comprando ações das companhias. Diante de tanto rabo preso, como dizer não aos barenitas?

    A F1, também, é só um caso de uma história muito maior. Muitos outros esportes (e companhias) se apóiam na grana desses caras. Até a FIFA vendeu uma Copa do Mundo para eles.

    Portanto, antes de protestarmos pela realização de um GP de F1 no Bahrein, devíamos contestar o lado ético de McLata, Ferrada e FOM se sustentarem com grana que vem de lá.

    Agora, uma pequena observação. Os estados árabes, intolerância às diferenças religiosas a parte, não são tão piores quanto o Ocidente quando o assunto é falta de democracia. Vivemos numa falsa ilusão de que somos filhos de países livres.

    Na verdade, os políticos que elegemos são meras marionetes de grandes corporações que, estas sim, dão as cartas e controlam os rumos dos governos.

    Acho que já é hora de pararmos de nos iludir. Mas sim, pelo menos aqui dá para escolher se vamos agachar cinco vezes ao dia virados para o sol e rezar por um profeta caduco ou não.

    Beijundas.

    • Só não entendi o questionamento sobre o lado ético da Mclaren, Ferrari e FOM. É antiético ter patrocinadores do Oriente Médio?

      • Nenhum problema em aceitar esse dinheiro q vem de fundos de investimento q enriquecem ainda mais os monarcas locais. É como a Goldman Sachs ou o CVC. Meu ponto é: se vc aceita grana de governos déspotas disfarçados de fundos de investimento, vc tem q aceitar tb correr em um país q está em pé de guerra mas q faz parte da turma q paga suas contas. Só isso.

        • É, camarada, se formos pensar dessa forma, a F1 não deveria correr na Inglaterra, nos EUA, na Itália… a diferença desses países para os do Oriente Médio é que os primeiros estão no ocidente. O Goldman Sachs e a CVC foram ótimos exemplos.

          Se não me engano, ano passado eles não correram ali, mesmo “aceitando grana de governos déspotas disfarçados de fundos de investimento”. Por que esse ano teria que ser diferente?

          É o “politicamente correto” tomando conta do mundo!

        • O problema e’ se alguem morrer…

          • Bom, até agora o problema era ser “bancado por déspotas”. Parece que a luz se apagou, hein?🙂

        • Vc mesmo esta’ levando um qualquer de Abu-Dabhi, certo escriba?:mrgreen:

          • Nada, só estou contraargumentando a resposta que me foi dada!🙂
            Sou contra a realização do GP por questão de segurança dos que fazem o campeonato. Com corrida ou sem corrida, os protestos irão continuar. Agora falar de falta de ética por conta de sócios e patrocínios… é forçar né, compay!
            Assim vamos boicotar a nike, a apple, a coca-cola, ou seja, tudo aquilo que a gente consome sem culpa e sem medo. Nesse caso, todos somos antiéticos. Aí tu sabe o que acontece com telhado de vidro, né?🙂

          • Torcedor, eu não sou a favor de a realização do GP. Só estou explicando q é hipocrisia aceitar grana dos caras e se recusar a correr lá.

          • Eu entendi isso. Só não acho válido os argumentos. O dinheiro não é dado, as equipes trabalham bastante para recebê-lo. Só que o contrato não prevê arriscar a vida por conta da instabilidade política local, o que afastaria a hipocrisia em se recusarem a correr.

            Mesmo que essa suposição de que eles estão sendo obrigados a correr porque são “financiados” pelos árabes seja verdade, fica a questão: será que é interessante para um investidor por em risco seu investimento dessa forma?

    • Eduardo Casola Filho

      A diferença é que no Ocidente, eles tentam impor a sua “democracia” nos outros países. Mas isso ocorre desde os primeiros impérios e não mudará tão cedo.

  8. O dinheiro corrompe o melhor dos homens!!!

    Não importa se tem gente morrendo ou não, a grana entrando no bolso é o que manda, se tiverem que por seguranças com armamento pesado na porta do circuito e dentro dele, eles o farão.

  9. sem falar que a F1 sempre correu na África do Sul na ëpoca do apartheid.
    Ética nunca foi o forte da categoria

  10. já eu acho que não vai acontecer “nada”!
    Pros manifestantes, por mais reprovável que seja um GP nestas condições, uma retaliação e/ou tentativa de ataque será visto mais negativamente por essas bandas, e o cerco repressivo só iria aumentar mais e mais, com o Ocidente dando de ombros de vez!
    Nesta história, pra grande maioria, não importa quem tenha razão e sim, quem PARECE ter razão!

  11. Ok, metem o pau no Brasil e comparam com um lugar que está em guerra. Mas não acho que não tenha um fundo de verdade nisso. Afinal, foi aqui que tentaram sequestrar um piloto.

    Quem mora em São Paulo sabe o caos que é aqui. Dependendo do bairro que você está, nunca será atendido pela polícia, principalmente se for por roubo. Quem tem dinheiro paga seguranças. PCC faz o que quer da cidade e até deu uma carcada nos líderes das duas maiores torcidas organizadas, coisa que a polícia não se atreve a fazer. Motoristas respeitam as leis de trânsito só se tiverem de bom humor e não for hora do rush. Ontem mesmo quase fui atropelado em cima da faixa de pedestres por um motorista que estava PARADO e resolveu avançar assim que o trânsito andou.

    Portanto, sim, eu acho que eles não estão errados em meter o pau no Brasil, por que, sim, aqui é um caos. Só não é como um lugar que está em guerra civil, aí sim é (quase) ridícula a comparação.

  12. Salve!!!

    Eu não vejo problema nenhum em correr no Bahrein, e não vejo problema nenhum em correr em qualquer país do oriente médio, sabem porque digo isso??? As equipes, a FIA e a FOM não estão nem aí, porque eu deveria estar??? Eles estarão com seguranças, com homens armados até os dentes protegendo eles e seus familiares, amigos e tudo mais, dentro do circuito do Bahrein não vai acontecer nada, lá fora pode até ser mais iria acontecer qualquer coisa com a realização ou não dessa corrida!!! Me diz aí onde o Tio Bernie levou os famosos sopapos?? Lá na Inglaterra certo??? E o Button não foi assaltado aqui em terras tupiniquins??? Todo mundo vai tomar os devidos cuidados para não acontecer nada, o que me deixa puto é que se fosse o time do Barcelona lá no Bahrein eles iriam parar a guerra para verem o Messei jogar, agora como é F1 todo mundo desce o pau!!!

    Falow!!!

  13. Não vai acontecer nada no Bahrein, até porque com a grana que o governo de lá tem, The Avengers vai ser o grupo encarregado da segurança particular das equipes e se bobear, chamam até The Spider Man. As rebeliões do mundo árabe foram financiadas com a grana do fundo comum da União Européia que, impossibilitada de avançar na negociação do preço do petróleo com os xeques, fez as contas e concluiu que seria mais barata armar os dissidentes. Só que os cálculos foram modestos demais e o rombo causou pane econômica no velho continente, mas nada que em alguns meses já não esteja resolvido. Agora, em vista desse panorama, alguém acredita em ataque terrorista contra equipes de europeus? Aliás, o terrorismo é uma invenção da CIA norteamericana com longos tentáculos na Europa, tanto quanto o Mickey Mouse.

  14. Fugindo um pouco dessa pouca vergonha
    http://blogs.estadao.com.br/jornal-do-carro/audi-compra-ducati-por-us-11-bilhao/
    A Audi comprou a Ducati.
    Será que a Ducati vai trocar o Rosso Corsa pelo Silver Arrrows da Audi?

    • Eduardo Casola Filho

      Já havia negociação avançada sobre isso. E o futuro do Doutor na MotoGP pode ser diferente. Rolou papo que ele iria para uma equipe semi-oficial Honda com patrocínio da Coca-Cola! Vejam vocês!

  15. Eduardo Casola Filho

    Li no Continental Circus que a HPV ficou com os equipamentos retidos no aeroporto.Se tem algo a ver com a situação do Bahrein, não sei, mas sempre acontece algo com ela.

    E parece que o Massa vai levar mulher e filho para a corrida.. ele sabe o que está fazendo?

  16. Eduardo Casola Filho

    Falando no Massa, vi um texto excelente descrevendo a situação do Felipe.

    http://bandeiraverde.com.br/2012/04/18/o-massacre-do-tubarao/#comment-4931

  17. Eduardo Casola Filho

    Só pra dizer que a bagunça do Bahrein não é exagero, olha o que ocorreu com um pessoal da Force India:

    http://continental-circus.blogspot.pt/2012/04/noticias-membros-da-force-india.html

    • Eu ainda acho que será um tiro no pé dos manifestantes. Um “CABUM” no GP e a opinião pública em massa vai apoiar a repressão!!

  18. Bom como ninguem mandou ainda, la vão os tempos de hj. Rosbicha na frente, com todo mundo atras dele, ehehhe

    1 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1m32s816 (35 voltas)
    2 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m33s262 + 0s446 (26)
    3 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 1m33s525 + 0s709 (28)
    4 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1m33s747 + 0s931 (26)
    5 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – 1m33s862 + 1s046 (31)
    6 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 1m34s246 + 1s430 (28)
    7 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – 1m34s.411 + 1s595 (34)
    8 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1m34s449 + 1s633 (31)
    9 – Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) – 1m34s615 + 1s799 (32)
    10 – Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) – 1m34s893 + 2s077 (34)
    11 – Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) – 1m34s895 + 2s079 (29)
    12 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1m34s941 + 2s125 (29)
    13 – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) – 1m35s183 + 2s367 (33)
    14 – Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) – 1m35s229 + 2s413 (26)
    15 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) – 1m35s459 + 2s643 (38)
    16 – Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) – 1m35s913 + 3s097 (32)
    17 – Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) – 1m35s968 + 3s152 (35)
    18 – Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) – 1m36s169 + 3s353 (30)
    19 – Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) – 1m36s587 + 3s771 (32)
    20 – Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) – 1m37s803 + 4s987 (33)
    21 – Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) – 1m37s812 + 4s996 (28)
    22 – Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) – 1m39s649 + 6s833 (27)

  19. Achei essa no site do Fábio Seixas… Deu saudade de quando a fórmula 1 prestava, divertia emocionava… porca miséria:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: