Aposentar, jamais!!!


Bom dia, cabras!

Apesar da pedra estar cantada há algum tempo, a notícia “oficial” veiculada ontem espantou até o mais voraz crítico do decano da F1.

Título esse, inclusive, que ele pode perder para seu maior desafeto, caso reste confirmado sua saída da categoria.

No entanto, a saída deste que um dia suportou “todo peso do mundo em suas costas”, como cantou os Titãs em seu clássico “Marvin”, pode ser o início de uma nova era do automobilismo no Brasil.

Vejamos: existem “n” categorias do automobilismo mundo afora. Por que todos insistem em estar, quase que desesperadamente, na F1?!

A F1 já não é mais a categoria mais rápida; não temos tanta certeza de que seja a mais atualizada tecnologicamente; e seguramente já não é há um bom tempo (salvo os campeonatos de Raikkonen, Hamilton e o primeiro de Vettel) tão competitiva assim.

O simpático e, em geral, desacreditado piloto merece estar em um lugar onde o talento valha mais que a política.

Aqui achamos o “x” da questão!

A comoção causada com seu suposto final de carreira na F1 pode dar início a uma nova onda de idolatria em outra categoria, onde ele poderia mostrar, sem medo de ser esmagado por interesses alheios ao esporte, todo seu talento e vontade de vencer.

Imaginem a notícia: “Após ser rejeitado naquela que um dia foi a categoria máxima do automobilismo, piloto dá a volta por cima e ganha campeonato mundial de automobilismo.”

Imaginem a enxurrada de novos fãs! Imaginem a enxurrada de críticos (onde me incluo), que teriam que calar a boca e exaltar o talento daquele que sempre mostrou paixão pelo que faz!

A F1 perdeu a graça há muito tempo, Barrichello!

As pessoas mentem para vencer. As equipes são individualistas. Esquecem que o espetáculo se faz em conjunto.

Que bonito seria ver que um piloto, após mais de duas décadas de carreira, torna-se uma bela referência para os jovens. Já pensou que sensacional Barrichello campeão em outra categoria? Já pensou no efeito multiplicador que um fato como esses poderia causar ao automobilismo brasileiro? Já pensou a quantidade de pilotos daqui deixariam essa mentalidade pequena de estar na F1 para se dedicar a outro esporte a motor onde a esportividade fosse, de fato, o fim?!

Poucos foram aqueles que perceberam isso. Os que perceberam, no final, colheram bons frutos. Estão aí Gil de Ferran e Tony Kanaã que não me deixam mentir.

O grande problema é que foram poucos os que resolveram não cair na tentação destruidora de correr num F1.

Se os novos (e velhos) talentos retirarem as “viseiras de burro”, terão uma visão mais ampla do que acontece no mundo. Verão, como dizem os de língua inglesa, “the big picture”.

Espero um dia poder viver em uma época onde o mercado deixe de ditar as regras e os competidores lutem em condições de igualdade.

Barrichello, recomece sua carreira! Não se deixe seduzir, mais uma vez, por um amor que nunca lhe correspondeu.

por Torcedor.

Talvez essa cena seja vista com mais frequência em outras freguesias!

Publicado em janeiro 17, 2012, em F1 e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 41 Comentários.

  1. do ponto de vista da pilotagem, trocaram seis por meia duzia – na minha opiniao, não existe diferença tecnica entre o bruno senna e o barrichello (para mim, ambos são medianos).

  2. Game over para Rubens Barrichello. Fez o que pode. Pelo menos saiu por força da grana que ergue e destrói coisas belas e pela política que complica as singelas, não por incapacidade de correr, como acontece com esses pilotos asiáticos de triciclo que insistem em guiar carros velozes com superlicença comprada…R.I.P.

  3. O post tocou em um assunto delicado: a F1 não é a mesma e não mais reina absoluta no mundo do automobilismo. O trono está ameaçado e o espaço na midia está aberto para outros eventos.
    Quem tem as brigas e as vitórias de senna e prost cravadas na retina precisa de coragem para admitir isso, mas essa é a verdade. As coisas estão mudando.

  4. Cortaram a cabeça do “Highlander”!!! 😦

    • Com uma lâmina da Gillette!

    • Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

      Boa analogia.

      Pode-se dizer também que o inconfidente foi enforcado com um fio de telefone Embratel.

      Aquele que mostrou ao mundo a verdadeira amplitude da capacidade dos campeões forjados, tão ampla quanto seu time possa esticar. Depois de Barrichello, a vitória de um GP de F1 vale menos. Vale, sim, vale, mas circunstancialmente, e como as circunstâncias são nessa categoria muito mais obscuras que os simples e gloriosos duelos de outrora, ganhar não passa as vezes de cumprir seu papel, a quem o tem. Barrichello, amante inconteste do automobilismo, deu na cara da sua paixão, a humilhou e deixou profundos traumas em muitos dos muitos clientes dessa putinha que é a F1, que nunca mais a tiveram como a doce meretriz sempre divertida e cativante, e que depois do tapão que a vagabunda levou, se desiludiram da volúpia alucinante. Agradeço pela freada nos ultimos metros daquele GP da Austria. Alí freavam a picaretagem, a mentira, a covardia também. Essas são sempre rápidas, nunca se acabam, se recuperam de qualquer abalo, esdospermicamente, e de novo são semeadas, e de novo expelem o rícino e desarranjam toda a maravilha das corridas, virando um bosteiro só. E é preciso novos inconfidentes. Agora, me resta esperar pelo próximo.

  5. Vou falar a mesma coisa que falei no Facebook
    Barrichelo,apos o fim de carrera va fazer uma temporada na indy,corra as 500 milhas,continue marcando o seu nome no automobilismo mundial,faça igual ao emerson que deu a volta por cima na sua carreira
    Não faca igual a pilotos fracasados que acabaram indo para a stock,por que voce não é um piloto fracassado,voce é 2 vezes vice campeão e tem 11 vitorias na F1,pode não ter sido campeão,mais gilles villenueve tambem não foi e foi um dos melhores pilotos que ja existiram,sua carreira na F1 acabou,mais não se abale,busque novas alternativas,voce é um bom piloto
    Valeu barrichelo

  6. Já tava na hora do Barrica deixar a F1 e procurar outra categoria. O mundo não é feito só dela. Olha o Emerson Fittipaldi que, ao contrário do Rubens, ficou apenas cinco anos na F1 e foi Bi-campeão e depois foi brilhar na Indy.

    Belo post, D Patrick. E lembro também que o Castro Neves testou um F1, viu que lá era só política e ficou mesmo na Indy. E valeu a pena para o Helinho.

  7. Segundo o Lance! Barrica vai curtir a aposentadoria com Trulli. Segundo o diário, Petrov acertou sua ida para a Carteham.

  8. Eduardo Casola Filho

    Sobre Barrichello, o que tenho a dizer que ele merece todas as honras, pois um piloto de mais de trezentas corridas tem toda a história para contar.

    Ainda teria a possibilidade na Hispania, mas seria um final melancólico demais para a carreira dele, seria a glória e o orgasmo de todos os detratores que o achincalharam por 19 anos.

    Talvez seja esta a situação: Se a motivação existe, vai desbravar pelo esporte em si! O Endurance está em crescimento, a Nascar começa a ter a abertura para brazucas, a Indy pode ser uma ótima escolha, apesar da aversão por ovais, mas o desafio do homem é sempre encarar seus medos, coisa que todo piloto procura.

    Até mesmo no nosso quintal, ele pode desfilar em carros de turismo e mostrar como se faz automobilismo de verdade.

    Mas acima de tudo, que fique na essência a carreira deste grande piloto, que se não foi campeão do mundo, fez a história da F1 acontecer.

    • Os discípulos de Pierre de Coubertin,jamais iriam aceitar o esporte a motor como parte de um dos seus eventos,mas o reconhecimento,pelo menos será uma forma de respeito entre as duas partes.
      Sobre o Barrica,pode parecer o fim da estrada dele no Circo.Se isso for confirmado,que ele tenha sorte nos novos desafios

  9. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    Barrichello é piloto de muitas façanhas, de muitas glórias, desdenhadas pelos lesados mas veneradas pelos atentos. Quero só destacar a maior de todas:
    Este “Prometeu acorrentado”, sim, ele mesmo, o querido Rubinho mostrou ao mundo a verdadeira amplitude da capacidade dos campeões forjados, tão ampla quanto seu time possa esticar. Depois de Barrichello, a vitória de um GP de F1 vale menos. Vale, sim, vale, mas circunstancialmente, e como as circunstâncias são nessa categoria muito mais obscuras que os simples e gloriosos duelos de outrora, ganhar não passa as vezes de cumprir seu papel, a quem o tem. Barrichello, amante inconteste do automobilismo, deu na cara da sua paixão, a humilhou e deixou profundos traumas em muitos dos muitos clientes dessa putinha que é a F1, que nunca mais a tiveram como a doce meretriz sempre divertida e cativante, e que depois do tapão que a vagabunda levou, se desiludiram da volúpia alucinante. Agradeço pela freada nos ultimos metros daquele GP da Austria. Alí freavam a picaretagem, a mentira, a covardia também. Essas são sempre rápidas, nunca se acabam, se recuperam de qualquer abalo, esdospermicamente, e de novo são semeadas, e de novo expelem o rícino e desarranjam toda a maravilha das corridas, virando um bosteiro só. E é preciso novos inconfidentes. Agora, me resta esperar pelo próximo.

    Em luto.

  10. Putz, pode parecer inveja, mas eu gostaria de escrever tão bem quanto os ilustríssimos aqui do blog.
    Pelo menos posso dizer que vi, in loco, a saideira do Barrica na F1, e junto com a galera gritamos pra caramba o nome dele!

  11. Eduardo Casola Filho

    Dario Franchitti já entrou na campanha Barrica na Indy

    @dariofranchitti Congrats to @bsenna .sad to see @rubarrichello out of f1 though, a great driver and one of life’s good guys. Come to Indycar Rubens!!!

  12. Saaaaalllllve galeraaaaa!!!

    Muito tempo sumido mas tô na area denovo, ainda não morri…hehehehehe!!!
    O Barrichello é o brasileiro mais bem sucedido na f1 depois de Senna, Piquet e Fittipaldi e não adianta dizer que isso não é fato porque ele de fato ainda é, a não ser que o Massa seja campeão (algo que particularmente não acredito) o Barrichello será o melhor dentre os brazucas não campeões, isso pode parecer nada para muitos mas temos campeões com menos vitorias que ele na F1 como por exemplo Keke Rosberg, Alan Jones…
    Concordo com o post do torcedor que a F1 não é a mesma faz tempo, mas ela ainda tem o glamour que outras competições não tem, tanto que o Kimi Raikkonen estava no mundial de rali, e do nada resolveu voltar pra F1!!!
    Torço para que o Barrichello seja feliz, foi o ultimo piloto que me fez sentir alguma emoção na F1, e isso foi em sua primeira vitoria em 2000!!!

    E prometo não sumir mais, vou voltar a bater cartão no boteco, e por favor abre uma Budweiser aí!!!

  13. Barrica deveria ir pra Indy

  14. Eduardo Casola Filho

    E vamos combinar uma coisa: Se o Barrica for pra Indy, vamos intensificar a coberrtura na categoria. O que acham?

    • Barrichello eu nem tenho tanta certeza, Casola. Mas Senna eu acredito que sim. GB iria dar piti se outra emissora transmitisse esse sobrenome.

      Como o contrato de Senna é de apenas um ano, honestamente, não creio que ele detone Maldonado, assim como não fez com Petrov, possivelmente ele só fica mais um ano na F1.

      Tem muita gente mais nova, talvez até mais talentosa, correndo atrás de patrocínio para 2013, sabendo que existem pelo menos 10 vagas negociáveis (Marussia, Hipania, Carteham, Williams e Sauber).

  15. Acho que a nascar está mais em alta do que a Indy, nao?

  16. Aí é que a pachecada vai cortar os pulsos

    • Ô Douglas. Esse filme é antigo. Vão ficar de picuinha até o prazo de entrega das obras dos Jogos estarem apertados, só pra sair AQUELE acordo, om uma licitaçãozinha de emergência básica. E, voilá! Teremos o Complexo Olímpico no prazo certinho!!

  17. Esse é um texto bacana do Fernando Svevo sobre o Barrichello que eu achei que valia a pena postar.

    Acabou…
    Simplesmente vimos o adeus do último piloto, de verdade! Aquele que chora, que tem a emoção à flor da pele, que ama correr mais do que a si próprio. Dinheiro não interessa, apenas o esporte. O sentido da vida é acelerar, mesmo que não consiga chegar em primeiro… Sente o vento, a emoção, a pressão. Aquilo é seu oxigênio.
    O último piloto que dividiu uma curva na Fórmula 1 com Senna, Prost e Schumacher, provavelmente os maiores de todos os tempos. Viu esses gênios do melhor lugar, ao lado, dentro da pista. O último que não pede bênção para um assessor antes de falar, que deixa o coração aberto em um meio onde as punhaladas são tão bem calculadas como os carros, que já não exigem como antes.
    Pilotou com câmbio manual, pneus de todos os jeitos e viu a morte de perto. Pode não ter levado um título, mas e daí? Button levou, Raikonnen também e nenhum será lembrado com tanto carinho. Suportou brincadeiras e topou tudo com um sorriso no rosto, como se estivesse dizendo: eu faço o que amo, e vocês? O automobilismo brasileiro ficou orfão, de novo, depois de tantos anos.
    Foi o último suspiro de uma era. Foi o último que esteve em meio aos maiores…
    É possível que descubra fora da pista alegrias tão grandes ou maiores. Filhos, esposa, família. Mas nós, brasileiros, que amamos esse esporte e ainda mais nossos heróis, vamos chorar…
    Quem brincou com você vai dizer aos netos o quanto foi grande, importante. Quem sabe, um dia, vão pedir desculpas por tudo o que falaram. Mas quer saber, deixa falar, você é o cara. A cara do Brasil na pista há quase vinte anos, desde aquela curva em 94.
    Você assumiu, cedo, novo, a responsabilidade de substituir um gênio. Aprendeu que gênios são insubstituiveis. Assim como você. Choramos juntos as vitórias, nos revoltamos com as ordens tiranas e sonhamos também. Seja feliz, assim como nós fomos. Mas, infelizmente, não podemos desejar o mesmo para o esporte, que não tem mais você…
    Obrigado.
    Fernando Svevo
    http://br.esportes.yahoo.com/blogs/teo-jose/o-%C3%BAltimo-piloto-brasileiro-121326592.html

    • Lindo, praticamente uma crônica. E não é piegas como um BBBial. Rubens foi um dos melhores sem título. Melhor que o campeão forjado, Schumaca. Sim gente, Schumaca foi bom, mas foi forjado. E está mostrando isso agora na Mercedes. E não me venham com desculpas…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: