FUFA Awards 2011


Quem leva a taça?

E é isso aí galera, enquanto a pilotada tira suas férias em competições e desafios por aí, a gente começa o nosso festival de prêmios [carece de fontes] aos responsáveis pelo espetáculo. Pode votar quantas vezes quiser, domingo, dia 11, teremos o resultado. Vamos lá?

Publicado em dezembro 3, 2011, em Automobilismo, Diretoria, F1 e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 59 Comentários.

  1. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    Deixo aqui a melhor ultrapassagem, injustamente não colocada na enquete. Mesmo assim foi meu voto. Ajudem que a gente ganha:

  2. Ken Block pra galera. Isso e’ que e’ diversao:

  3. Eduardo Casola Filho

    Bianchi ganho mas não levou, foi desclassificado. Com isso DJ Suari ganhou o desafio

    http://globoesporte.globo.com/motor/noticia/2011/12/jules-bianchi-domina-de-novo-vence-segunda-e-leva-o-titulo-do-desafio.html

    • Até no desafio das estrelas está havendo polemica. A coisa ta feia!

    • Brincadeira à parte, não houve polemica, o próprio Bianchi admitiu que errou, pois não averigou o peso do kart. De qualquer forma, foi curioso ver o resultado do desafio ser modificado por conta de uma decisão extra-pista.

  4. O Vettel fez esse tanto de ultrapasssagem, nem lembro, so via ele na frente.

    PS: O shumi teve a unica oportunidade de tripudiar em cima de um Senna, depois do esculacho q ele ouviu do silva qdo era minino ainda.

    • Eh verdade, mas ja vimos ele com uma STR, e ele nao fez feio.

      • Na STR, por uma temporada e sem pressão alguma…
        Veremos quando a RBR errar a mão no carro e ele tiver que levar o carro no braço…

        • Vai levar fácil. O cara já é bi, o regulamento vai mudar pouco e as outras vão copiar o carro de 2011, enquanto o Nevey já está “aprontando” a máquina mortífera 2012. Fettel tri no ano que vem e tetra em 2013. Se o Adrian errar a mão será em 2014 em diante, mas aí…o cara já empatou com o francezinho narigudo e qq problema é do carro. (Fettel vai pra ferrari e o malonso vai pra *erda). O caneloni já estará na stock brasileira tomando tempo do KkB.

  5. Eduardo Casola Filho

    E morreu hoje Peter Gethin, o cara que venceu aquele histórico GP da Itália de 1971. RIP

  6. É… Definitivamente as coisas não andam bem para o lado da Scuderia !!!

  7. Pior equipe da temporada Willians pelo historia que tem essa temporada não tem perdão com rubens ou sem ele a willians poderia tentar uma parceria com quem sabe a volkswagen e vender parte dela pra volks ficar cozinhando a venda da equipe igual fez ron dennis e na hora certa meter o pé da bunda sir frank willians não soube aproveitar o tempo das vacas gordas igual fez ron dennis

  8. Alonso sempre encontra um jeito de alfinetar os colegas, mas com carinho, hehe. Creio que não há como desmerecer a façanha de Vettel em 2008, pois é dessas que não acontecem mais na F1 moderna. Similar a Monza 2008, em menores proporções, temos Button-Hungria 2006, de Honda e Kubica-Canadá 2008, de BMW, sendo estes carros-espólios muito superiores a fraca STR 2008 que o procto-garoto pilotava naquela corrida memorável em que fez barba, cabelo e bigode encima de toda a turma que brigava por aquele disputado e equilibrado campeonato. Vale dizer que as RBR 2009 e 2010 estaveram entre os dois melhores carros do campeonato, mas não havia a diferença abismal para as demais equipes como em 2011, contudo, obviamente, eram carros para correr de cara ao vento. Também torço para a volta do equilibrio de 2008, embora ache difícil que a RBR possa ser superada até 2013 sem mais uma mudança radical nas regras. Infelizmente. E a única regra que se me ocorre como ser passível de fazer alguma diferença no resultado final do campeonato seria, bah, a pontuação, voltando a dar ênfase aos pilotos mais regulares.

    • Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

      Bom, eu nunca fui a favor d tanta diferença para o primeiro,
      pra mim seria:
      1º = 15
      2º = 11
      3ª = 09
      4º = 06
      5º = 04
      6º = 02
      7º = 01

      Tres segundos lugares valendo 3 pontos a mais do que dois primeiros.
      3 ponto = a diferença do terceiro para o quarto.

      A maior diferença: 4 pontos, do primeiro para o segundo, equivale a um quinto, ou a diferença de chegar em quarto ou em segundo.

      Três terceiros valeriam um ponto a mais do que uma vitória e um segundo lugar. Um ponto, pode ser chegar em setimo no Brasil e vencer o campeonato na bacia das almas. Acho justo tudo isso. Um cara poder ser campeao sem vencer, acho justo tb. Pensemos que 4 vitorias e dois abandonos valeriam mais do que 6 terceiros lugares. Não correriamos o risco do shumacher ser campeão apenas beliscando terceiros lugares, a não ser que o numero de vencedores na temporada fosse muito grande. Já se alguém vencer uma, chegar em 2º em outra terceiro numas 7, mais alguns pontinhos e já pode pensar em levar o titulo, desde q troquem o vettel pelo alguersuari.

  9. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    Votem na ultrapassagem do barrica sobre o mishurucha em monaco. é só escrever lá e o Casola computa, ou sem, tanto faz. ele marca lá e daremos o que pode ser o último título do Barrichello ainda sendo um piloto de F1.
    Embora os rumores da Force India ter contratado o Barrichello com apoio de uma multinacional indiana que teria o barrica como garoto propaganda estejam crescendo na mídia, com várias publicações na rede mundial, podem ser somente boatos, mas tem gente por aí, e não me pergunte quem, dizendo que a parada é muuuuito grande, cifras astronômicas. Especula-se que até o Corinthians entrou na parada, querendo de novo voltar-se ao mercado da velocidade desde que deixou sua equipe na tosca categoria que nem vale menção, avacalhada quando passou a obrigar as equipes a vestirem cores de seu país, forçando o todo poderoso a abandonar o projeto e assim abrir mao de valiosa publicidade internacional. O que se fala é que o Force índia teria o mesmo patrocinador do Timão, além dos que já tem. E assim, o Barrica usaria patrocinios do TImão. Na verdade o Coringao entra com um certo investimento revertido pelo Barrica em patrocinios, e a multinacional indiana que eu nao posso revelar ainda qual é, entra com um ótimo patrocinio para a equipe. É gente grande, que está negociando contrato de dois anos de patrocinio na camisa do Corinthians, que ainda bate o pé e somente aceita contrato de um ano. São momentos decisivos para o futuro do Tupinambá corintiano. Que Jah o abençoe.

  10. Parafraseando o aforismo do Bidart.
    É capaz do Lewis correr o GP da Austrália com macacão,capacete e carro revestidos com Latex.

  11. Essa eh pro Bidart
    Olha o caetano, caetaneando e imitando vc Bidart

    Impagável!!!!

    • Na verdade esse que aparece aí não é meu Eu verdadeiro e sim meu trans Eu, que é nada mais do que uma espécie de Eu genérico pseudo alternativo para uso moderado em momentos de oscilação subjetiva, embora sem conotação egocêntrica, tirando mais para o lado suprassomático de mim mesmo, quase uma mistura entre o que seria Maria Callas cantando ‘Garota na chuva’ com Toquinho interpretando ‘Eguinha Pocotó’ no violoncelo, que é lindo, porque o transe da vida vem dos lados assim como nós somos nada mais do que um contorno, uma sombra maluquete que volta e meia ganha forma, peso, nome e CPF, mesmo que isso não seja tão importante já que CPF, RG, cartão do SUS e cu todo o mundo tem, sendo que, dos supracitados, o único que vive em eterna sombra é o cu e por isso transcende de nós mesmo como a mais santa e incompreendida parte de nós mesmos, nosso Buda corrugado que habita no oposto enquanto me dita a bunda sua ode ao fosso do ser: “Bendito seja o peido, que é vento mas não é brisa, bendito seja o peido que semeia para o mundo a voz daquele que não tem outra voz que não seja a das entranhas, das tripas e da merda, porque a merda já estava não cabeça do homem antes mesmo de estar na cabeça do camarão, bendito seja o peido, que nada mais é que a palavra do seu cu, o grito da sua merda. Amém.”

  12. Um adendo:

    Morreu ontem o Peter Gethin, que ganhou um unico GP, o GP de Monza de 1971, no final mais apertado de toda a historia da F1.

    O F1SC ja’ teve um post sobre essa corrida:

    https://f1socialclub.wordpress.com/2011/09/07/momentos-historicos-da-formula-1-%e2%80%93-gp-de-monza-1971/

    Abs

  13. Hoje as efemérides estão bem alternativas… Afinal é aniversário de integrantes de bandas importantes, mas que nunca conseguiram, ou não quiseram, romper a barreira do “Mainstrean”… Ficando para sempre na “clandestinidade”, ao lado do Sonich Youth e Fugazi…

    Aniversário de David Lovering, baterista do Pixies… Banda inteligente, de músicas interessantes… mas os integrantes são muito comuns, com caras de bons moços e até meio nerds para o ambiente rock and roll…

    Adrian Borland, letrista, guitarista e front man do The Sound, importante banda inglesa do movimento pós-punk… Adrian resoveu acabar com a brincadeira e suicidou em 1999… Deixando a banda para sempre no “underground”

    Aniversário de Rick Buckler, baterista do The Jam, importante power trio inglês, que nunca fez muito esforço para chegar no “mainstrean”… É só ver o título da música…

    • Mudando o tom… Saímos do Lado B e vamos para o Lado A… Afinal hoje também é anivesário de Peter Buck… Lendário guitarista do R.E.M..
      Recentemente a banda anunciou o encerramento das operações, após 20 anos de estrada…

      Ps: Todos sabem que, gosto de um som mais pesado… Mas respeito o trampo dos caras, afinal cresci ouvindo R.E.M…. Uma verdadeira usina de hits !!!

  1. Pingback: E nada de folga | F1 Social Club

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: