Um Campeão Sem Contestação


Por Eduardo Casola Filho

Cena inevitável!

Depois do revés na classificação, a Red Bull resolveu colocar a McLaren no seu devido lugar. Já na largada Sebastian Vettel pulou na frente e disparou rumo à vitória. Com Mark Webber fechando o pódio e com direito a melhor volta do proctologista na última passagem, a turma dos energéticos sacramenta o bicampeonato nos construtores. E uma conquista incontestável.

Hamilton até largou bem, mas não conseguiu segurar a pressão na primeira volta e acabou perdendo a liderança. Lutou bravamente pelo segundo lugar com o australiano e aguentou como pôde, contando com o fato de estar em um Tilketródromo, Webber tentou mesmo com a asa móvel, mas sem sucesso.

Jenson Button esteve aquém das últimas corridas, não largou bem e sofreu um pouco com o rendimento do carro, ainda assim ficou na mesma situação em relação ao vice-campeonato, levando ligeira vantagem.

Fernando Alonso veio logo atrás. O asturiano teve dificuldades para superar Felipe Massa, só conseguiu na estratégia dos pneus. Ainda ameaçou o inglês no fim da corrida mas ficou em quinto, mesmo gastando todo o combustível que podia, parando depois da chegada. Ao brasileiro, o sexto lugar era o que dava mesmo a fazer.

Na sequência vei Jaime Alguersuari, em grande exibição. O espanhol aproveitou-se das oportunidades e da estratégia, fez um a bela manobra em Nico Rosberg na última volta e foi o melhor do resto. Rosbife teve também problemas com combustível no fim da prova. Para confirmar a boa fase da Toro Rosso, Sebastien Buemi também chegou aos pontos, chegando à frente de Paul di Resta, o último entre os pontuáveis.

Equipe em má fase é a Sauber, hoje os dois pilotos tiveram azares. Kobayashi teve o bico danificado em uma briga com Bruno Senna, enquanto Sergio Perez foi forçado a fazer um pit extra no fim da prova. Os dois acabaram atrás da Lotus/Caterham de Heikki Kovaleinen, preocupante a situação do time do tio Peter que pode perder a sétima posição para a turma 1B dos energéticos.

Rubens Barrichello levou a Williams ao 12º na base da raça mesmo, sem um carro competitivo e com muitos problemas. Bruno Senna teve outra atuação pífia e ficou imediatamente atrás. Lalli vem apanhando na briga interna nas últimas corridas, as largadas e o ritmo de corrida não é nada bom.

Para completar o drama da Renault-Lotus, Vitaly Petrov fez a barbeiragem da corrida. Ao tentar passar Alonso quando o espanhol saía dos boxes, o russo simplesmente abalroou Michael Schumacher, eliminando os dois da corrida e provocando o único Safety Car da prova. A FIA deve puni-lo depois da investigação. Pastor Maldonado foi o outro a não terminar, com problemas mecânicos.

Parabéns a Red Bull, fechando o double-double, com Vettel e a equipe. Uma marca merecida ao desempenho do conjunto, que foi o melhor ao longo do ano e comprovou nesta etapa. Daqui há duas semanas, a estreia em solo indiano. Veremos como será este novo circuito e como as instalações funcionam, pois na Coreia a coisa tá feia, nem a comida salva! Abraço!

1 – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) – 55 voltas em 1h30m01s994
2 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 12s019
3 – Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) – a 12s477
4 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 14s694
5 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 15s689
6 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 25s133
7 – Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari) – a 49s538
8 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 54s053
9 – Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari) – a 1m02s762
10 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 1m08s602
11 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – a 1m11s229
12 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – a 1m33s068
13 – Bruno Senna (BRA/Renault-Lotus) – a 1 volta
14 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) – a 1 volta
15 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1 volta
16 – Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari) – a 1 volta
17 – Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) – a 1 volta
18 – Timo Glock (ALE/Marussia Virgin-Cosworth) – a 1 volta
19 – Daniel Ricciardo (AUS/Hispania-Cosworth) – a 1 volta
20 – Jerome D’Ambrosio (BEL/Marussia Virgin-Cosworth) – a 1 volta
21 – Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) – a 3 voltas

Não completaram:

Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) – a 25 voltas/motor
Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) – a 39 voltas/acidente
Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 40 voltas/acidente

Volta mais rápida: Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) 1:39.605 (55)

Publicado em outubro 16, 2011, em Automobilismo, F1 e marcado como , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 13 Comentários.

  1. E o touro se levanta!
    Pô, comentei ontem que eu imaginava o Bochecha (herdeiro do Queixo – quem será o próximo grande piloto alemão? Um narigudo? Orelhudo?) passando o Cirilo na primeira curva… ah, daí o cara leva algumas curvas a mais. Qualé, Tião, tá desinteressado agora só porque já é campeão? Que demora pra passar! Raça, raça!🙂

  2. é senninha ta andando mal desse jeito não tem equipe pra ele correr o ano que vem! Escrusiva o lucas de grátis poderá correr no gp do Brasil so falta acertar com patrocinadores ai o galvão perguntou se não será nas duas equipes que vem logo atrás do grid lá embaixo ai falou que essas não são qual será a equipe?

  3. Toda vez que eu vejo o Fettel com essa comemoração,eu lembro muito do Zagallo

  4. Enfim,o touro deitou e rolou em 2011!!!

  5. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    Tirar o “queixo de máscara funerária do Tutancâmon” da corrida merecia um prêmio, não punição.
    Petrov tem minha torcida eterna, por essa e outras.
    Barrichello arrastar a Ruinliams até o fim e terminar na frente das Saubers com super motores, e do Senninha com sulper-ultra motor, nessa pistinha de kart é muito além do que qualquer um poderia fazer.
    Hamilton é o melhor daí. Não adianta demarcar as cagadas e ignorar as proezas, essas gritam como águias avisando a prole que o almoço tá chegando, enquanto as outras bocejam como cachorros, estirados na lajota fria depois do almoço.
    Esse bochechudo é uma merda, é só rever, nas primeiras curvas da corrida, o quão mais forte se mostrou a Red Bull do Webber, pra saber que o bochecha só está tão na frente porque seu carro está muitíssimo a frente. Até se fosse o Galvão Bueno, alí, era campeão também. Com a mesma folga.

    • Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

      Se eu fosse o Hamilton eu chutava a McLaren, me absteria da disputa do título de 2012, e ia correr pra quem me pagasse o que mereço, qualquer equipe, só pra mostrar a minha magnífica superioridade. Qualquer equipe que o tivesse como piloto teria muito mais visibilidade e muito patrocínio, e um segundo semestre bem rico.
      Não adianta mesmo, ele correr em equipe grande se tem uma muito maior que todas. Não adiantaria nada pra ele ser vice, e estão fazendo de tudo pra torrar a sua imagem de prodígio, trocando por fanfarrão. Iria lá pra tras, pra me divertir com a fúria do Alonso, com aqueles bracinhos de Horácio tentando me passar depois de sair dos boxes.

  6. O caneloni me enganou desta vez. Falei ontem e engoli de madrugada que ele iria tirar o pé na largada pro trapaceiro passar por ele, mas o garoto parece que recuperou os culhões. Foi necessário a ferrada fraudar dois pit stop dele para colocar o New Kid Vigarista onde a rossa recebe do santander para ficar. Ainda bem que a ferrada não está andando nada. Dá-lhe massita, quem sabe vc ainda me motiva a ir no GP Brasil deste ano. Rubinho hoje garantiu a vaga para a temporada 2012, com motor Renaut empurrando a bagaça, que, espera-se, virá decente e parecida com um autêntico F1, pq o carrro deste ano é um arremedo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: