O livro dos abraços


por Marco Bidart

Estamos presos a que?

A ditadura uruguaia queria que cada um fosse apenas um, que cada um fosse ninguém: nas cadeias e quartéis, e no país inteiro, a comunicação era delito.

Alguns presos passaram mais de dez anos enterrados em calabouços solitários do tamanho de um ataúde, sem escutar outras vozes além do ruído das grades ou dos passos das botas pelos corredores. Fernández Huidobro e Maurício Rosencof, condenados a essa solidão, salvaram-se porque conseguiram conversar, com batidinhas na parede. Assim contavam sonhos e lembranças, amores e desamores; discutiam, se abraçavam, brigavam; compartilhavam certezas e belezas e também dúvidas e culpas e perguntas que não têm resposta.

Quando é verdadeira, quando nasce da necessidade de dizer, a voz humana não encontra quem a detenha. Se lhe negam a boca, ela fala pelas mãos, ou pelos olhos, ou pelos poros, ou por onde for. Porque todos, todos, temos algo a dizer aos outros, alguma coisa, alguma palavra que merece ser celebrada ou perdoada.

Por muitos anos pensei que tinha direito ao delírio e confesso que delirei. Sem amarras, nau à deriva, as coisas acontecem ao seu redor e você também acontece. A vida vai, dolce, suave, felliniana. O pensamento vai junto de acordo com seu tempo e o tempo passa de maneira tão descontínua que nem mesmo as lembranças nos pertencem, pois sequer temos o mesmo rosto em tempos diferentes. Depois de cem mil anos de evolução nossa condição se resume a um anacrônico código genético, tão impessoal quanto contestável.

Se eu fosse cego, tocaria em tudo para guiar meu corpo. Se fosse surdo, olharia mais profundamente. Não sou nenhum dos dois e, no entanto, deixei de tocar, de olhar e de ouvir meus semelhantes. A cada ano que passa mais distante me sinto dos demais.

Eduardo Galeano, autor do texto acima, é um dissidente que abraçou o humanismo esquerdista como bandeira, filosófica e panfletária, se é que isso é possível. Mas nada é impossível para o autor de “As veias abertas da América Latina” e de “O Livro dos Abraços”. Você pode ou não concordar com ele em política, assim como pode discordar de Richard Dawkins e sua ‘anti-teologia científica’, mas não pode negar a força das suas palavras. E é justamente sobre isso que Galeano gosta de falar: da força do homem como um todo, muito além das convenções criadas pela nossa espécie em nome do que eu costumo chamar de domesticação do ímpeto essencial.

Galeano, um dissidente

Se, um dia, fomos puros, limpos e sinceros, implicitamente somos preparados para a sujeira, a mentira e a maldade. Se até o meio da adolescência poderíamos ser simbolizados por um simples gesto característico, um abraço, na medida em que vamos sendo inseridos na ‘pavê society’ adquirimos rótulos que nos tatuam. É a chamada perda da inocência que vai tomando nuances típicas, marcas dos tempos em que vivemos, respectivamente.

Se antes era certo afirmar que estava para ser criado gesto tão significativo quanto o abraço, hoje é mais realista dizer que o contato humano caiu no desuso. Ao mesmo tempo em que nos confortávamos e protegíamos abraçando-nos em volta de uma fogueira, proporcionando uma sensação prazerosa a quem envolvia e era envolvido, também encontrávamos fórmulas milagrosas para que nossos cérebros liberassem dopamina, serotonina e oxitocina sem risco de pegar piolhos ou gripes A, B ou Z. As maravilhas da tecnologia nos fizeram acreditar que podemos vencer a depressão sentindo o calor de um notebook no colo em vez da cabeça de alguém, em vez de sentir a verdade de outro ser humano. Coisas de supercivilização.

Rousseau quase fora apedrejado por fundamentalistas católicos quando os princípios de sua obra mais sensível e, de certa forma, intimamente revolucionária – “Émile” (Emilio) –, começou a ganhar força, mais pela polêmica que pela aceitação das suas idéias, pelo menos nos primeiros anos após sua publicação, embora poucos tratados sobre educação causaram tanto impacto na cultura ocidental. Na contramão de quase tudo que fora publicado até 1762, a obra do principal expoente do iluminismo francês, de alma plebéia e democrata, era dirigido ao povo e não às elites, buscando a concepção de uma educação naturalista, essencial, diferentemente dos preceitos pedagógicos válidos até então. Seu Emilio imaginário não tinha raízes na alta sociedade e para ele seu preceptor recomendou apresentar os primeiros livros apenas aos 15 anos de idade, procurando mantê-lo longe das escolas para assim preservar intacta a sua alma e imaculada sua bondade natural, evitando as influências de outras idéias que não fossem as inerentes à essência mesma de cada ser humano em estado de pureza.

Rousseau, educando plebeus

Na antiguidade, antes que o misticismo religioso cobrisse a terra de trevas, os homens iniciavam sua vida mais perto da natureza, mantendo-se autênticos – para o bem ou para o mal –, sem o peso de duras regras de convívio social que impõe, em nome de uma civilidade aparente, a falsidade, a mentira e a hipocrisia.

De certa forma, com a queda da obrigatoriedade de algumas convenções, com o advento de certa liberdade implícita, mesmo que muitas vezes dispendiosa para ser liberdade de fato, nossa civilização trocou perucas extravagantes e máscaras nas noites de bailes do século dezoito por perfis exagerados de redes sociais.

Se antes, em sociedade, todos aparentavam ser outra coisa diferente do que realmente eram, usando figurinos para inventar sentimentos e fingir emoções e sendo dedicada aos círculos privilegiados toda a produção intelectual existente, hoje, numa realidade que permite mais acessibilidade, novamente encontramos maneiras de nos distanciar, embora estejamos mais próximos do que nunca.

A natureza de uma boa conversa, de uma boa briga, de um carinho, de um abraço, tomou nuances anti-higiênicas, infecto-contagiosas até. A voz ao vivo, o afeto ao vivo virou comentário na foto de amigos no Orkut ou uma perseguição tuiteriana. A vida social de fato que punha a perder os jovens no passado é a vida social virtual que percorre cominhos parecidos nos dias de hoje. A diferença é que mentes dissidentes são tão corriqueiras e sem voz ou força que parece impossível estabelecer revoluções ou mesmo levantes contra as deliciosas mazelas tecnológicas que nos aprisionam a favor da nossa vontade.

Separados por celas do tamanho de telas de computador, laptop ou celular, nós, novos prisioneiros mesmo que voluntários, perdemos a originalidade em prol de estar atualizados, embora essa atualização cerceie nossa condição humana. Corremos atrás de uma nova condição, uma condição tecnológica. A cada dia que passa somos mais e mais clones de nós mesmos, replicantes de um passado que não voltará jamais, mesmo que a máquina que nos leva ao futuro encontre uma forma grotesca de explodir tudo ao nosso redor e, na fogueira em que nossos pais se abraçavam, ardamos por dentro e por fora junto com nosso velho planeta.

Galeano e Rousseau, cada um em seu tempo, tentaram alertar sobre o que estamos fazendo com nosso futuro, um futuro cada vez mais sombrio. Resta saber se realmente queremos ter futuro e se valerá a pena esse futuro sem afeto, sem amor e…sem abraços.

Nem sempre um abraço é sincero...

Publicado em junho 15, 2011, em Atualidade e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 32 Comentários.

  1. Eduardo Casola Filho

    Aqui em Sorocaba, no dia dos namorados, já até virou tradição, de estudantes aparecerem fantasiados na praça central e com um cartaz dizendo “Abraço Grátis” Muita gente ainda fica relutante com isso, até eu, admito, mas é uma coisa boa, pois eles estão mostrando que o mundo pode ser um lugar bem melhor. Claro que tem o aspecto da sinceridade, mas é bom mostrar compaixão, pois assim a gente começa a se entender mais, podendo diminuir as desavenças. Ficamos assim.

    P.S. Desculpe por ter atropelado você Bidart, acabei colocando outro post, mas depois a gente contorna. Ficamos assim, quem quiser escrever de F1, no meu post, quem quiser falar do que realmente importa, escreva por aqui.

  2. Eduardo Casola Filho

    Google Entries da Semana!

    formula uk
    http://www.f1socialclub.wordpress.com
    circuito gilles villeneuve
    passat ts
    brasilia amarela
    ilha de notre dame
    fotos rihana grande premio de monaco 2011
    olho grande
    4 rodas f1 emerson depoimento
    f1 club social
    williams renault sega
    sonic senna
    grande premio do canada 2011 classificaçao
    formula 1 classificação do gp do canadá 2
    frear no kart indoor
    carro hot road
    shelby gt 500
    bandeirinha f1 quase é atropelado
    ferro velho de carros antigos
    grandepremio docanada
    gil villeneuve circuit
    cincoenta 2
    hot rod
    carro com flames
    nigel mansell 2011
    ferrari josé ruela
    formula 1 anos 90
    autosport formula 1 classeficaçoes
    desenhos de hot hod
    pintura pin up com carro
    corrida da espanha de formula 1
    download do filme 24 horas de le mans
    jacques villeneuve circuit 2
    williams sonic
    paddock girls canada 2011 2
    fical cai no meio da pista é quase atropelado por carro de f1
    video acidente entre button e alonso em montreal
    tamara ecclestone
    james hunt f1
    no ponto de vista de weber raskolnikov pode ser considerado um homem moderno?
    fotos de rihanna na formula 1
    f1 classificação canada
    rihanna gp canada
    volante da rbr
    alain prost 2011
    classificação premio canada
    verde da jaguar f1
    pilotos homossexuais na f1
    filme de corrida clássico
    james hunt formula um piloto
    grande premio de monaco de f1
    diferenças entre homens e carros
    daniel craig
    mentiras sobre airton senna
    brasilia amarela mamonas assassinas
    carros bonitos com garotas sexy
    os momentos histórico-político-sociais de 1985 a 1987
    carros mulher motos potentes
    blog mike vlcek
    f1scialclub
    quem é trapizomba
    f1 premio de canada assistir
    coulthard e queixudo
    felipe massa resultado formula 1 canada 2011
    youtube mansell canada 1991
    circuito do canada de formula 1
    psicotecnico um preso condenado a prisão perpetua
    preço ingresso grande premio de monaco
    porque, na nova ordem mundial, a divisão de poder dentro das nações unidas ficou desiquilibrado e fora da realidade ?
    videos pornos teeme negao
    fui pego dirigindo embriagado quanto tempo limpa meu nome
    boa onda negão
    rock nacional em busca da liberdade social
    bichona, negão e pe de pato
    muro dos campeoes
    james hunt hesketh 1975
    formula 1 junho
    circuit gilles villeneuve in the eighties
    como esta a corrida do canada da formula 1 2011
    vitoria do brasil na f1
    blog do mike vlcek
    prineira vitoria emo mas 500 indiamapolis
    carros de corrida pintura
    filmes de corridas
    formula 1 grandi corida do canada
    cd mamonas brasilia amarela
    amigos no boteco
    eu sou eu
    “quase ou quaze”
    clipe garbage acidente carro garota pedra na cabeça
    musica trapizomba
    passat ts verde
    motor de carros de f1 2001
    guilherme diniz o chato de cuiabá
    bahrein f1
    pericia automovel 2011 souto
    schumacher piloto mediano
    cd mamonas assassinas brasilia amarela
    classificaçao da formula 1 da corrida amanha
    os pilotos da f1 2011
    circuito gilles vileneuve
    hot road
    grande premio de canada deformula
    ilha de notre dame montreal
    resultado do grande premio de formula do canada em 2011
    grande premio do canada de formula 1 de 2011
    grande premio formula 1 canada
    classificaçao do grande premio do canada em formula 1
    quem esta ganhando o grande premio do canadá f1
    classificaçao da formula canada
    comparação formula 1 antigamente
    verdugo e ted boy marino
    grande prémio do canada
    filmes sobre corrida de carros
    corrida do canada de f1
    como fazer para assistir a formula 1 2011 grande premio do canada
    grand premio formula 1canada
    frases eu sou negão
    quem esta na frente na corrida de f1 no canadá 2011
    le mans steve macqueen download
    gostosas do formula 1 2011 canada
    montreal f1
    como ficou a corrida do gp do canada?
    formula 1 clubes classificação
    formula 1 no canada
    grande prédio de canada formula 1
    documentario corridas f1 todos os tempos
    formula 1 canada gran premio as 13 horas
    videos do grande premio do canada de formula 1
    vidios de f 1 grande prmio do canada
    melhores filmes sobre corridas
    foto podios en canada de mikka hakinnem
    formula 1 2011 grande premio brasil 1993
    bico alto da mclaren
    bone da pirelli de formula1
    comentar f1
    assistir a corrida de formula 1 gp de monaco ao vivo 12 de junho
    rihanna na corrida de f1
    f1social club
    qual era o maior vencedor da f1 ate 1987
    colocação do premio de f1 do canadá
    classificação formula 1
    video de todas as corridas dos tempos da f1
    f1 grande gp do canadÁ
    formulauk
    piadinhas da hora
    boteco formula1
    quando foi construido o circuito do canada
    filme colegio garoto temido soco não tocar
    senna pneu 85
    como funciona o difusor aquecido da red bull
    pela lei é crime dizer ele é preto
    groulliard wikipedia
    botas de borracha nogan
    circuito do canada de f1
    marco weber formula um
    primeira vitória do brasil na f1
    audi r8 azul
    rasgando a constituiÇÃo brasileira
    jenson button canadá punição f1 excesso de velocidade
    filmes de corrida amerciano
    original brasilia amarela
    jogo f1 world grand prix com carro no podio
    fi carro pais
    ilha notre dame montreal
    momentos historico dos anos 90
    jaems hunt piloto formula 1
    equipes que usam o difusor aquecido
    corrida canada queda de fiscal na pista
    classificação formula1 no canada
    mateando e carne
    video da queda do fiscal na corrida no canada
    f1 anda mais que carros em spa
    anos dos momentos históricos
    max weber e a modernidade
    melfores momenos formula1 2011-montreal youtub 12/06/2011 1
    boteco f1
    carro arrows 2001
    como ficou a classificação geral da formula 1 depois do canada ?
    f1 rbr 2011 direção
    trapizomba
    filmes online de corrida de f1 alta velocidade
    “difusor aquecido” “como funciona”
    brasilia amarela mamonas
    posição formula 1 corrida de monaco
    trofeu do filme herbie se meu fusca falasse
    button faz corrida de gênio
    circuito giles
    carros sexy
    formula1 “como funciona” “difusor aquecido”
    canada f1 crash 2011
    grande premio long beach f1
    classificação da formula 1 2011 felipe massa
    fudido
    classificação f1 canadá
    classificação formula 1 grande prêmio do canadá
    hermann o monstro image
    rihanna f1
    classificação grande canada
    grande prémio do canada de fórmula 1
    premio e f1 no canada
    lamborghini diablo velha
    classificação formula 011
    desenho de carro da formula 1 fotos
    classificacao do grande premio do canada 2011 de f1
    como ficou a classificacao do gp do canada
    capando um homem
    saber o rsultado da fórmula 1 do prêmio do canadá 2011
    como ficou o gp do canada de f1
    f1 2011 gp do canada classificaçao
    formula 1 gp do canadá classificação
    club dos pilotos
    ggp homofobia
    historico do caso em tempo de matar
    melhor corrida de formula1 de todos os tempos
    ,omentos historicos de 1970
    charges de monteiro lobato
    rihanna gp canadá
    formula ik
    mansell parando

    • Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

      ‘historico do caso em tempo de matar’
      hehehehe
      gostei do ‘formula ik’, podiam fazer, só com os retirados: frentzen, reidfeld, sutil, nelsinho, grosjan, Buemi, Hulk, Seninha, DiGrassi… botava o Queixaba correndo tb, pra promover o baguio, era sucesso. Uns contratinhos michurucas, a grana dos aiatolados pra fabricar aí uma dúzia e meia de carrinhos, faz aí que a carcaça é livre, o resto os sheiks bancam, faz tres ou quatro corridas lá no bharein, mais umas aonde pagarem bem, tava bom, heim. Capaz do queixaba ainda levar ferro dessa garotada que é uma brasa.

  3. Essa história do abraço grátis, se não estou enganado, começou em Málaga, na época em que eu morava por lá. Muito bacana e engraçada a iniciativa.

    Bidart, infelizmente seu texto é uma voz solitária e afônica no meio do nada. A impessoalidade tomou conta das relações e só uma tragédia de graves proporções poderia reverter isso. Como sabemos, as tragédias unem as pessoas.

  4. Grande Bidart, o insuperável.

  5. Marco Alexander diz:
    fala, Patrick!
    Patrick diz:
    grande filósofo formulaunístico
    Marco Alexander diz:

    é a popular filosofia de boteco
    boteco que é boteco tem que ter
    Patrick diz:
    mas ficou massa o texto
    a primeira passagem é muito bonita
    Marco Alexander diz:
    foi a que fiz enquanto cagava
    Patrick diz:
    ahahhahahahhahahahahhahahahahhahahahhahahahahhahahahahahhahaha
    mas foi legal… lembrei do tumulto da última semana
    as pessoas se conhecem pela net, criam laços de afeto e amizade pela net, se desentendem pela net e, por fim, se intrigam pela net… sem nunca terem se encontrado pessoalmente.
    Marco Alexander diz:
    foi justamente o que me inspirou…além do feijão mexido com farinha de madioca e quiabo
    mandioca
    Patrick diz:
    hahahh
    vou colar isso que te escrevi lá nos coments
    Marco Alexander diz:
    então aproveita e cola toda a conversa…
    inaugura a sessão: “O espião do MSN”
    Patrick diz:
    hahahahha
    grande idéia

    Quando Mike decidiu fechar o FUK, lembram da quantidade de gente que apareceu? Só a desgraça une… paradoxal!

    Colado com a devida autorização de Marco Alexander Bidart, O Bidart!

  6. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    Desculpa aí, Rousseau, mas essa não pode passar:

    Por unanimidade, STF aprova a realização da Marcha da Maconha
    F. SELIGMAN
    N. G. CABRAL

    O STF (Supremo Tribunal Federal) liberou nesta quarta-feira a realização da Marcha
    da Maconha, evento que reúne, em diversas cidades brasileiras, pessoas favoráveis
    à legalização da droga.

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/930628-por-unanimidade-stf-aprova-a-realizacao-da-marcha-da-maconha.shtml

    • Tragicômico. Essa marcha vai unir o Brasil. Mas nem todo Brasil. Tô fora, mesmo que um dia seja obrigatório. Senhor, tende misericórdia de nós. O crak já é pandemia brasileira. Não demora e a sarjentona(g?) vai criar o ministério da maconha e colocar o FHC como ministro. Mas tem o lado positivo: vai acabar com o mosquito da dengue, tamanho será o fumacê.

    • É importante ler mais sobre o tema para não ter uma visão tão preconceituosa.

  7. Euclides Palhafato (Perro de Cofap)

    Aux armes, citoyens,
    Formez vos bataillons,
    Marchons, marchons!

  8. Leandro Hunt (Anti-Alonso)

    Eu estive aqui. Abs!

  9. E o Webber falou mesmo que não vai com a cara do FFFFFFFFFettel!

    http://esportes.terra.com.br/automobilismo/formula1/2011/noticias/0,,OI5189538-EI17068,00-Webber+diz+que+nao+fala+com+Vettel+nao+ha+razao+para+isso.html

  10. Não tem nada a ver com o post, depois desta notícia, como fica a ferrari??
    http://veja.abril.com.br/noticia/economia/presidente-do-santander-e-investigado-por-fraude-fiscal

  11. Salve!!!

    Muito atarefado e com um peso enorme nas costas, mas logo voltarei, falow!!!

    Essa é escRusiva… Ou não??? (thanx Caê)
    http://esportes.terra.com.br/automobilismo/formula1/2011/noticias/0,,OI5189627-EI17068,00-Renault+ameaca+deixar+F+se+novo+regulamento+de+motores+for+adiado.html

    Ps: Mais um querendo pular fora, vou fabricar um motor utilizando um liquidificador e vou vender na F1 daqui algum tempo!!! :mrgreen:

  12. Sai nada da F1, não, as vendas deles nunca foram tão altas, estão arrasando até no Brasil e a F1 é uma ótima publicidade…

  13. É o virtual motor bicampeão do mundo. Vai sair com uma imagem dessas?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: