Momentos Históricos – GP de Portugal de 1985: A primeira de Senna


Por Eduardo Casola Filho

Senna dispara na frente

O dia 21 de abril de 1985 foi marcante para a história brasileira. Neste dia, a capital Brasília chegava ao seu júbilo de prata, completando 25 anos com uma mudança de ares na política tupiniquim com o fim da ditadura. Mas este foi um dia de duro golpe para democracia, pois na noite deste feriado da Inconfidência Mineira, morria o futuro presidente Tancredo Neves, deixando angústia e preocupação para quem lutou pelas Diretas Já.

Para o esporte, este não foi um dia menos importante, afinal de contas, esta foi a data definitiva para a formação de um mito na história da Fórmula 1. Esta seria a primeira das 41 vitórias de Ayrton Senna da Silva, sendo uma vitória incontestável, mostrando oficialmente que viria a marcar seu nome na história do automobilismo.

A corrida no circuito de Estoril (saudade desta pista) foi marcada pela forte chuva que caía em território lusitano. Logo, a encrenca para o pelotão estava armada. Só Senna, o pole, ficou mais tranqüilo, abrindo larga vantagem logo de cara para seu companheiro de equipe Elio de Angelis, A Lotus andava muito bem na chuva, mas principalmente pela força dos pilotos.

Atrás, muitos problemas para os competidores, Nelson Piquet sofria com sua Brabham sem velocidade e principalmente com os pneus Pirelli de chuva (até hoje o problema continua), mas tinha gente afoita que se estrepava. Stefan Johansson e Riccardo Patrese tentaram passar Piquet, mas se enroscaram. Pior para o italiano que não voltou mais da brita. Keke Rosberg, mesmo sabendo pilotar em condições críticas de aderência, como o Galvão sempre salienta, não conseguiu parar e bateu na entrada dos boxes, o carro ficou parado no meio da pista por umas três voltas e todo mundo passava à toda na reta. Como não havia Safety Car naquela época, um acidente era iminente, mas nada aconteceu e a corrida prosseguiu normalmente.

Quem, pra variar, falhou na chuva foi Alain Prost, andando na briga pelo pódio, rodou sozinho no meio da reta dos boxes e acabou batendo, fim de corrida para o  futuro campeão. O atual nº também não foi tão longe. Niki Lauda também brigava por pódio, mas o motor TAG Porsche da McLaren não aguentou e teve que parar.

No fim da corrida, De Angelis perdeu rendimento e ficou fora do pódio. O segundo lugar ficou com a Ferrari de Michelle Alboreto, sendo o único a terminar a prova na mesma volta que Senna, mesmo assim a diferença ficou acima de 1 minuto, tendo voltas em que Ayrton ia 4 segundos mais rápido por volta.  Patrick Tambay, da Renault fechou o pódio, deixando o italiano da Lotus em quarto.

Os dois lugares pontuáveis restantes ficaram com Nigel Mansell, da Williams, que teve problemas na largada, ficando estacionado no grid e até na chegada, onde quase acertou Senna e acabou escapando na grama, mas colidir com nada, e Stefan Bellof, da Tyrrell, que mesmo com a bomba que pilotava, mostrava qualidade no molhado, vide Mônaco 1984.  Pena que não teve tempo para chegar a uma equipe de ponta, poderia chegar a disputar com o Silva? Ninguém sabe.

Debaixo de chuva era com ele

Concluo lembrando este dia no ano passado, quando até “sugeri” o Mike, querendo um post especial sobre a data. Por ser sobre o Silva e por ser em data redonda, era óbvio que nunca ia acontecer, mas exatamente um ano depois a minha ideia torna-se real. Nada mais justo para lembrar o piloto que fez com que o nome da última curva, a antiga Parabólica, fosse mudado para o seu após sua morte. Estoril imortalizou àquele que deu seus primeiros passos na sua carreira genial no solo dos nossos “descobridores” na véspera da data deste feito e na data em que o reino luso executou Tiradentes, um brasileiro foi capaz de unir as duas nações irmãs, pela mesma paixão. A paixão pela velocidade. Uma marca eterna de Ayrton Senna. Um momento histórico!

Fonte: Continental Circus e Wikipedia

Publicado em abril 21, 2011, em Automobilismo, F1, Momentos Históricos e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 51 Comentários.

  1. pô, tinha que terminar assim: “Uma marca eterna de Ayrton Senna…Um momento HISTÓRICO!”

    Sentiu o feeling?😛

  2. Eu tinha 4 anos de idade nessa época não sabia de nada,mas dentre minhas lembranças mais antigas está a LOTUS “PRETA” e aquele capaceta amarelo, meu Pai diz que eu pedia pra ele comprar um carrinho daquele pra min (acho que por isso sempre fui fascinado pela cor preta,pode ser,não sei).Meu Pai sempre foi Fãn de F1 e se lembra da primeira vitória de Emerson em 1970, dos titulos de 72,74 inclusive meu nome era pra ser Emerson más minha mãe não deixou,uma pena pois hoje eu acho a idéia legal,meu pai jura até hoje que José Carlos Pace seria tão bom ou até melhor que Senna, dai eu não sei né.Ele se tornou Fã de Piquet depois, e nunca foi muito chegado no Silva mas no dia 1º de maio de 1994 chorou,como eu também chorei.Enfim não me lembro do dia 20 de abril de 1985 más já tenho boas lembranças de 1987 em diante e vi a maioria da trajetória de Ayrton Senna da Silva na F1 bons tempos, nunca mais parei de acompanhar a F1 nesses ultimos 24 anos mesmo com a morte do Silva, vi os enfadonhos anos “Shumacher” enquanto todos inclusive meu Pai deixaram a F1 de lado.Hoje eu trouxe ele devolta pra frente da TV pra ver os Grandes Prêmios tá certo que ele só reclama e diz que os bons tempos não voltam mas me digam como não concordar com ele?O “Véio” viu Fittipaldi,Lauda,o Escoces voador,Ronnie Peterson,Andretti,Piquet,Mansel,Prost,Senna e tantos outros em ação!Hoje ele é curte o maldito Fernando Alonso (deve lembrar do Piquet sei lá) bom eu torço pelo Luizinho de alguma forma ele me lembra o Silva (com as devidas resalvas claro).Enfim F1 passa de Pai pra Filho e os Idolos de certa forma também, e eu vou poder falar sempre que eu vi Ayrton Senna da Silva correr e digo jamais veremos alguém como Senna! Abraços a todos e estarei presente por aqui sempre!Será um prazer!

  3. Ah me esqueci de dizer que o seu texto ficou fantástico! Valeu Eduardo!

    • Aqui no F1 Social Club temos o melhor jornalista desconhecido de Sorocaba, o cara é fera! O nível aqui é alto!

      F1SC, muito mais voceeeeee…

      Ficou bom mesmo, com o selo Casola de qualidade!😀

  4. Daniel Alferes

    o MELHOR de sempre para sempre…

    o resto é tetra…

  5. É… Futuramente a gente vai relembrar do GP da china de 2011, em que tínhamos um agressivo Hamilton que ultrapassou no fim da corrida um até então imbatível Vettel, um tal de Mark Webber que era meia bomba mas largou em 18° e chegou em 3° a 7s do líder, um brasileiro chamado Massa chegando na frente de seu companheiro de equipe, considerado por (quase) todos como o melhor do momento (argh!).

    A época de Senna era legal, era bom ver ele ganhando tudo e humilhando a concorrência. Um cara desse nível, só daqui alguns 10 anos – quem sabe.

  6. Putz,as esposas do Falecirton,devem estar se masturbando agora😈👿

  7. Alguem quer uma Brahma… Ic, ic, ic!!! :mrgreen:

    Senna, essa vitoria foi sensacional!!!😀

  8. Eu sou piquetista, todos sabem…mas essa vitoria foi FODA!

    O cara guiava muito…mas muito mesmo. E sem ter os conhecimentos mecanicos do Piquet.

    Por exemplo: Roberto Moreno foi o autor de uma façanha inacreditável: qualificou uma equipe de merda (Modena) depois deles terem se fufu por várias corridas. Moreno foi lá e não só acertou o carro como tb guiou bem pacas e entrou no grid…pena que isso não conte.

    Senna era um piloto como Gilles…não era bom mecânico, mas guiava como ninguem. Os melhores que eu já vi (Lauda e Piquet) eram 1/2 mecânicos, 1/2 pilotos….Emerson tb entendia muito de mecanica…Mas caras como Senna e Gilles tiravam 100% do carro que lhes era dado.

    Mas o Piquet era melhor…:mrgreen:

    • Cavaleiro que diz NI!

      Acho que com tanta tecnologia hoje, o piloto só vai entender de mecânica se for engenheiro mecatrônico e projetista. Pode ser até que nem deixem mais o piloto mexer no motor, se não caras como o Alonso vende os segredos para outra equipe. É ou não é?

  9. Cavaleiro que diz NI!

    Eu vi essa corrida ao vivo, bebendo cerveja no café da manhã com meu tio e primos. Se o Nelsão fosse fufeiro diria que a primeira vez do Senna foi com um rapaz. Ma vamos perdoar o Piquet, inveja mata. Só que a inveja matou o cara errado…

    • Não tinha inveja nenhuma. Eram gerações diferentes, e o Piquet se garantia. Tanto que qndo o Senna fez o teste pra a Brabham em 83, o Piquet não influenciou em nada, como dizem por aí. A Parmalat não queria 2 pilotos brazucas na mesma equipe de jeito nenhum. Alias, eles queriam um italiano. Teo Fabi acabou levando, mas o Senna terminou o teste em segundo. Mauro Baldi fechou a volta um pouco mais rápido que o Senna. O garoto ainda tava aprendendo…

    • Senna Simply The Best

      Muito boa a sua observação!!!

  10. Cavaleiro que diz NI!

    Parabéns, Casola, belo texto. Eu me lembrava de tudo isso aí que você escreveu, juro, até dos tempos, heheheh. Na época eu tinha uns 15 anos, já tomava minha cervejinha e isso fez nascer cabelo no meu peito e engrossar a voz, cabra macho não se depilava como hoje e não tinha essa de “politicamente correto”. Hoje tem essa de politicamente correto e neguinho matando a “torto e a direito”. Naquele tempo bandido tomava um “sumiço” logo, logo. Depois veio a democracia, a liberdade, e muitos confundiram com libertinagem…

  11. Eduardo Casola Filho

    Música feita na Finlândia em Homenagem ao Keke Rosberg:

    http://continental-circus.blogspot.com/2011/04/youtube-music-weirdness-keke-rosberg.html#idc-container

    E já tem a versão para o Rosbife!

  12. Lembro-me da coisa, claro. Tinha nove anos e já morava em Portugal. Como podem imaginar, chovia muito nesse dia. E observei tudo o que tinha acontecido na TV, e foi espantoso. Nunca tinha visto uma demonstração de condução como aqueles em toda minha vida – e já via Formula 1 desde há algum tempo.

    Eu sempre considerei o GP de Portugal de 1985 como “o” momento em que gostei de Formula 1. Porque foi onde foi, porque foi com o Senna da Silva e porque foi numa era que todos hoje dizem que “era bom, mas não sabiamos”. E claro, no plano pessoal, ainda me lembro do meu avô me dizer: “Agora tens de o apoiar, é o teu patricio!”. Entendi o que ele dizia: do alto dos seus então 70 anos, tinha também visto uma magnifica demonstração de pilotagem feita por alguém. E são fatos, não é viuvez!

    • Ah deixa quieto… Assim como não sei apreciar uma obra de arte, alguns não sabem apreciar um show de pilotagem.

      Faz parte da vida hahaha

  13. Uma sugestão para o próximo “Momentos Históricos” Duelos de Ermerson Fittipaldi x Jackie Stewart, seria uma boa, li uma vez que eles duelaram e até bateram na saida do túnel de Monaco em 1973, e o titulo de Emerson em 72 tinha o velho Jackie como como concorrente né.Acho a formula dos anos 70 fascinante!Correr sentado no meio dos tanques de gasolina não era pra qualquer um né, o falastrão Nick Lauda que o diga! kkkkkkkkkkkkk

  14. Outra boa também seria “Momentos Históricos Impágaveis” ehehehe um exemplo seria aquele rodada e abandono de Mika Hakkinen na ultima volta, não me lembro de que GP mas foi hiláriante! kkkkkkkkkkk

  15. escrusiva Tony fernandes vai comprar marca de carros esportivos inglesa segue o link abaixo:
    http://esportes.terra.com.br/automobilismo/formula1/2011/noticias/0,,OI5089090-EI17068,00-Team+Lotus+pode+anunciar+compra+da+Caterham+na+proxima+semana.html

    • Eduardo Casola Filho

      A do Kubica é boa, a da Turquia não.

      • Sinceramente acho que se o Kubica voltar a correr na F1, João Paulo II deveria ser canonizado direto, se bem que a classificação do Fluminense na Libertadores já foi um belo de um milagre do João de Deus!

        • A canonização do Fluminense já está sendo encaminhada para o Vaticano nesse exato momento. Os representantes do Flu alegam que nem João Paulo II, que era tricolor, fez tanto milagre assim. Conca está sendo cogitado para santo, por estar presente em vários milagres, mas o Vaticano acha que, mesmo com Conca jogando como um santo, o Fluminense deve ser canonizado pelo simples fato de ter os juizes contra e mesmo assim ganhar…Um feito digno de João de Deus (que era tricolor, claro).

  16. aqui o site da importadora da caterham
    http://www.caterham.com.br/

  17. Não tenho nada contra o Silva… humpf

  18. Senna Simply The Best

    Belíssimo post, caro amigo!!!

  19. Republicou isso em A Estante do Casolae comentado:

    Como já dito por muita gente, faz 30 anos da primeira vitória de Ayrton Senna na F1. Este é um antigo post meu no F1 Social Club contando um pouco da história daquela corrida.

  1. Pingback: Senna e os Quatro Cabeças-de-Gasolina do Apocalipse | Podcast F1 Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: